MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Febre maculosa em Campinas: quarta morte confirmada pelo governo de SP

A quarta morte por febre maculosa em Campinas foi confirmada pelo Instituto Adolfo Lutz; Adolescente de 16 anos faleceu no dia 13 de junho. Saiba mais

Campinas é considerada uma área de risco para a doença
Campinas é considerada uma área de risco para a doença - Divulgação JC Concursos
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 15/06/2023, às 17h42

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

A quarta morte por febre maculosa foi confirmada pelo Instituto Adolfo Lutz nesta quinta-feira (15). O diagnóstico foi confirmado em um adolescente de 16 anos, que reside em Campinas em São Paulo, que faleceu no dia 13 de junho.

Acredita-se que a adolescente de 16 anos tenha contraído a febre maculosa durante sua participação em um evento realizado na Fazenda Santa Margarida, situada no distrito de Joaquim Egídio. Outras três pessoas que estiveram nesse mesmo evento também faleceram recentemente devido à doença.

A Secretaria de Saúde de Campinas afirmou que, com as quatro mortes relacionadas à febre maculosa, a situação já pode ser classificada como um surto localizado. O distrito de Joaquim Egídio é considerado uma área de risco para essa doença.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, até o ano de 2023, foram registrados 17 casos de febre maculosa, resultando em oito óbitos, incluindo os quatro confirmados desde segunda-feira (12), que estiveram presentes no referido evento. 

Também segundo dados divulgados pela secretaria, em 2022, foram registrados 63 casos, com 44 óbitos confirmados. Já em 2021, houve o registro de 87 casos da doença, com 48 óbitos notificados.

+ Cursos de inteligência artificial 100% gratuitos. Google abre inscrições

Secretaria estadual de saúde emitiu alerta 

A secretaria estadual emitiu um alerta solicitando que as pessoas que estiveram na Fazenda Santa Margarida entre 27 de maio e 11 de junho e apresentarem sintomas como febre, dor pelo corpo, dor de cabeça ou manchas avermelhadas procure imediatamente atendimento médico e informe ao médico sobre sua visita à região.

O que é a febre maculosa?

A febre maculosa, também conhecida como doença do carrapato, é uma infecção febril causada por uma bactéria do gênero Rickettsia, transmitida pela picada de carrapatos. O período de incubação da doença varia de 2 a 14 dias, portanto, é importante considerar as exposições ocorridas nos últimos 15 dias antes do início dos sintomas.

A doença não é transmitida diretamente de pessoa para pessoa, e seus sintomas podem ser confundidos com outras doenças que causam febre alta. Os sinais incluem febre, manchas vermelhas no corpo, fraqueza, dor de cabeça, muscular e nas articulações, com início repentino.

Se não for tratada, a febre maculosa pode ser fatal. No entanto, se for diagnosticada rapidamente e tratada com o antibiótico adequado nos primeiros três dias de manifestação dos sintomas, a doença tem cura. Após a disseminação da bactéria pelas células que formam os vasos sanguíneos, o caso pode se tornar irreversível.

Saiba os cuidados 

Algumas precauções podem ser tomadas para reduzir os riscos de contrair a doença, como verificar regularmente a presença de carrapatos no corpo, usar roupas claras e de manga longa, calças compridas e sapatos fechados. 

Ao remover um carrapato da pele, é importante usar uma pinça delicadamente e girar o parasita até que a boca se solte da pele, evitando esmagá-lo, pois a bactéria está presente na saliva e pode aumentar o risco de contato com a vítima.

*Com informações da Agência Brasil 

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.