MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Focus: após crítica de Lula ao BC, mercado estima mais uma alta da inflação e mantém juros

Os dados do Boletim Focus foram influenciados pela declaração do presidente Lula na semana passada sobre a autonomia do Banco Central

Focus: após crítica de Lula ao BC, mercado estima mais uma alta da inflação e  mantém juros
Pixabay
Victor Meira

Victor Meira

victor@jcconcursos.com.br

Publicado em 06/02/2023, às 11h04

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Na semana passada, durante a entrevista para o programa “É Notícia”, da Rede TV, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou a autonomia do Banco Central (BC ou Bacen) após a instituição manter a taxa Selic em 13,75% ao ano, a maior taxa de juros desde 2017.

No comunicado, o BC revelou a manutenção da taxa de juros no mesmo patamar diante dos riscos fiscais do novo governo federal. Lula citou que ainda houve tempo suficiente para a política gastos públicos da nova gestão influenciar na oscilação da inflação. 

+Governo de SP sanciona lei de proteção à mulher em estabelecimentos comerciais

Neste cenário, saiu o Boletim Focus, que reúne as projeções dos principais indicadores econômicos do país das instituições financeiras. O mercado aumentou, pela oitava semana seguida, a expectativa do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) de 2023 para 5,74% para 5,78%. 

Para 2024, a projeção da inflação ficou em 3,93%. Para 2025 e 2026, as estimativas são de inflação em 3,5%, para ambos os anos.

Caso a projeção se confirme, a meta de inflação será estourada pelo terceiro ano consecutivo. O número definido pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) é de 3,25% para este ano, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, o limite inferior é de 1,75% e o superior de 4,75%. Logo, ele estará acima da meta estabelecida pelo Banco Central. 

+Valores a receber 2023 terá novos beneficiados? Veja previsões e datas

Apesar do mercado estimar uma inflação um pouco mais alta, o Focus manteve a expectativa de taxa Selic 12,5% ao ano. Para o fim de 2024, a estimativa é de que a taxa básica caia para 9,75% ao ano. Já para 2025 e 2026, a previsão é de Selic em 9% e 8,5%, respectivamente.

A taxa de juros é uma das ferramentas do Banco Central para controlar o nível de inflação do país. Uma taxa mais alta, reduz o consumo e diminui os preços médios. Em contrapartida, a Selic mais baixa, incentiva o consumo, mas eleva os preços. 

Focus: PIB e cotação do dólar

O Boletim Focus estima que o crescimento da economia brasileira neste ano variou de 0,8% para 0,79%. Para 2024, a expectativa para o Produto Interno Bruto (PIB) - a soma de todos os bens e serviços produzidos no país - é de crescimento de 1,5%.

Para 2025 e 2026, o mercado financeiro estima expansão do PIB em 1,89% e 2%, respectivamente.

A expectativa para a cotação do dólar está em R$ 5,25 para o final de 2023. Para o fim de 2024, a previsão é de que a moeda americana fique em R$ 5,30.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.