MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Fraude no Auxílio Emergencial: investigação da PF aponta desvio de R$ 6 milhões; Entenda

Polícia Federal deflagra Operação Contágios contra fraude no Auxílio Emergencial ocorridas na cidade do Rio de Janeiro; prejuízo chega a R$ 6 milhões

Jean Albuquerque | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 12/04/2022, às 16h27

Polícia Federal investiga prejuízo que pode chegar a R$ 6 milhões
Polícia Federal investiga prejuízo que pode chegar a R$ 6 milhões - Divulgação - Arquivo
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

A Polícia Federal deflagrou uma operação contra a Fraude no Auxílio Emergencial, nesta terça-feira (12). Foram realizados mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro, em desfavor de suspeitos que receberam ilegalmente o montante de R$ 6 milhões em benefícios do governo federal. 

Os acusados receberam valores pagos pelo governo para auxiliar e amenizar os impactos causados a parte da população que sofreu com a perda de postos de trabalho em razão da pandemia de Covid-19. 

+++ Cobrança automática por km rodado pode se tornar uma realidade em SP; saiba mais

Fraude no Auxílio Emergencial: operação integrada 

A ação faz parte da Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (Eiafae), com a participação da Polícia Federal (PF), do Ministério Público Federal (MPF), da Receita Federal, do Tribunal de Contas da União (TCU), da Caixa, da Controladoria-Geral da União (CGU) e do Ministério da Cidadania.

A Operação batizada de Contágios também cumpriu determinação judicial da 6º Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, e de sequestro dos bens dos investigados. De acordo com a PF, a operação tem o intuito de desarticular as organizações criminosas, além de recuperar os valores pagos indevidamente aos cofres públicos. 

Operações da PF contra fraudes tem ocorrido com frequência 

No último dia 21 de março, a Polícia Federal também deflagrou uma operação contra recebimento indevido do Auxílio Emergencial. À época, foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão contra os suspeitos de fraudar o benefício em R$ 1 milhão de reais. 

A Operação Decipit  teve mandados cumpridos nas cidades do Rio de Janeiro, Angra dos Reis (RJ), Barueri e Carapicuíba, as últimas em São Paulo. Segundo investigações, o grupo criminoso utilizava listas publicadas nos sites dos tribunais eleitorais (TREs). 

As informações eram usadas para realizar o cadastro no portal do governo federal. Logo após, a organização criminosa realizava o requerimento indevido do benefício no aplicativo Caixa Tem. 

Saiba como denunciar Fraude no Auxílio Emergencial 

Para realizar a consulta no sentido de conhecer se os seus dados foram utilizados indevidamente por terceiros para receber o Auxílio Emergencial, o cidadão precisa realizar a consulta no site do Dataprev: https://consultaauxilio.dataprev.gov.br/ para saber se houve solicitação e pagamento do benefício para o seu CPF. 

Ao ser confirmada a irregularidade, o usuário precisa ir pessoalmente em uma agência da Caixa Econômica Federal (CEF) e realizar a contestação, informando o uso indevido de dados para fraude no Auxílio Emergencial. O portal do governo federal, Gov.br possui uma página específica com o passo a passo para realizar a denúncia do crime. Confira aqui!

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.