MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Governa inicia distribuição da vacina contra Covid-19 para imunização de crianças

Ministério da Saúde começou a distribuir 740 mil doses da vacina CoronaVac aos estados e DF. Os estados de SP, MG e BA receberão a maior quantidade de doses do imunizante

Saúde deve assinar novo contrato para compra de mais 2,6 milhões de vacinas contra Covid-19
Saúde deve assinar novo contrato para compra de mais 2,6 milhões de vacinas contra Covid-19 - Governo de São Paulo
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 16/01/2023, às 20h32

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Após a escassez de vacinas contra a Covid-19 em vários estados do Brasil, o Ministério da Saúde começou a distribuir 740 mil doses da vacina CoronaVac aos estados e ao Distrito Federal nesta segunda-feira (16). As doses do imunizante serão destinadas para a vacinação de crianças de 3 a 11 anos contra o coronavirus.

De acordo com a pasta, a entrega deve ser concluída nesta terça-feira (17). Os estados de São Paulo (218,4 mil), Minas Gerais (70,4 mil) e da Bahia (46,8 mil) estão entre as unidades da federação que receberão as maiores quantidades de doses. Acre (2,6 mil), Tocantins (2,5 mil) e Roraima (1,3 mil) receberão as menores quantidades.

A Organização Pan-americana de Saúde (OPAS) incentiva as pessoas a se vacinarem contra a Covid-19 com qualquer vacina que lhes seja oferecida. As agências reguladoras nacionais de cada país demonstraram que todas as vacinas aprovadas são seguras e eficazes na prevenção da doença. Saiba mais sobre os diferentes tipos de vacina!

+++ Primeira mulher assume a presidência do Banco do Brasil em 214 anos; conheça Tarciana Medeiros

Saúde deve assinar novo contrato para compra de mais 2,6 milhões de vacinas contra Covid-19

A pasta recomenda a vacinação de crianças de 3 a 11 anos para conter a propagação da doença. O Ministério da Saúde enfatiza que as crianças, assim como a população em geral, devem ser imunizadas para evitar casos graves e mortes pela doença.

O calendário vacinal recomendado pela pasta também inclui doses de reforço para crianças de 5 a 11 anos. Nesse caso, a orientação é usar a vacina da Pfizer, que deve ser aplicada quatro meses após a segunda dose, informou o ministério.

O novo lote de vacinas vem de um contrato adicional entre o ministério e o Instituto Butantan, responsável pela produção das vacinas. Um novo lote para comprar 2,6 milhões de doses está prestes a ser assinado.

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.