MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Governo estuda ampliar desoneração dos impostos federais sobre a gasolina e o etanol. Entenda

As isenções do PIS e Cofins sobre gasolina e etanol terminam no dia 28 de fevereiro. Consumidor deve sentir impacto direto caso a desoneração dos combustíveis tenha fim

Consumidor deve sentir impacto direto caso a desoneração dos combustíveis tenha fim
Consumidor deve sentir impacto direto caso a desoneração dos combustíveis tenha fim - Agência Brasil
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 24/02/2023, às 21h55

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

As isenções do PIS e Cofins para gasolina e etanol terminam no dia 28 de fevereiro. Além disso, o governo está estudando para ampliar esse prazo e evitar o aumento dos preços dos combustíveis e da inflação. Existem duas alternativas possíveis para a extensão das isenções de impostos federais à gasolina e ao etanol.

Uma das alternativas é aumentar gradativamente os impostos, enquanto a outra seria expandir a isenção por mais dois meses. Na hipótese dos impostos aumentar lentamente, a expectativa é de que o preço do combustível mais barato compense o aumento nas refinarias da Petrobras.

No início deste ano, o presidente Lula assinou uma medida temporária para manter a isenção de combustível aplicada no Bolsonaro. O corte de impostos acabaria no dia 1º de janeiro, mas Lula manteve a isenção de impostos sobre gasolina e álcool até o final de fevereiro, e sobre diesel, biodiesel, gás natural e gás de cozinha até o final do ano.

+++ Receita anuncia data que contribuintes poderão fazer download do programa do Imposto de Renda 2023

Consumidor deve sentir impacto direto caso a desoneração dos combustíveis tenha fim

Se o governo ganhar mais tempo, pode causar problemas para o Ministério da Fazenda. A pasta é uma das maiores defensoras do retorno do imposto sobre os combustíveis e calcula que o reforço deve garantir R$ 28,9 bilhões aos cofres públicos em 2023.

Se os impostos voltarem ao normal, o consumidor sentirá um impacto imediato no posto de gasolina. O álcool aumentará 0,23 reais por litro, enquanto a gasolina aumentará 0,69 reais o litro. Além disso, o fim da dedução afetará o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que busca desaceleração.

O economista-chefe da Ativa Investimentos, Étore Sanchez, disse a Money Times que “a inflação teria um repique de mais de 60bps [0,60%] caso seja repassado integralmente, o que significa dizer que nossa perspectiva de IPCA em 2023 saltaria de 6,2% para 6,8%”.

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.