MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Governo faz investimento milionário em pesquisa de terapia celular anticâncer

Terapia aplicada experimentalmente tem mostrado resultados promissores. Dos pacientes previamente tratados, maioria continua bem. Veja detalhes do tratamento

Estudo clínico de fase 1/2 incluirá 81 pacientes com leucemia linfoide aguda
Estudo clínico de fase 1/2 incluirá 81 pacientes com leucemia linfoide aguda - Canva/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 21/12/2023, às 15h45

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Ministério da Saúde anunciou um investimento significativo de R$ 100 milhões para financiar a pesquisa e desenvolvimento da terapia celular CAR-T Cell, uma técnica inovadora no combate ao câncer sanguíneo. A iniciativa ocorre em parceria entre a Fundação Hemocentro de Ribeirão Preto/USP e o Instituto Butantan, em São Paulo, como parte do Novo Programa de Aceleração ao Crescimento (PAC-Saúde).

O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação e do Complexo Econômico-Industrial da Saúde, Carlos Gadelha, enfatizou o compromisso do governo em proporcionar acesso aos tratamentos mais avançados contra o câncer para a população mais carente. O financiamento visa impulsionar a pesquisa, que já conta com apoio estrutural do Butantan e investimentos da Fapesp e do CNPq.

O estudo clínico, liderado por Rodrigo Calado, professor de medicina da USP e diretor-presidente do Hemocentro de Ribeirão Preto, está programado para recrutar pacientes a partir de janeiro e fevereiro do próximo ano, estendendo-se por 12 meses. Posteriormente, um período adicional de 12 meses será dedicado à análise dos resultados, seguido pelo pedido de registro do produto à Anvisa. Caso aprovado, o tratamento estará disponível no Sistema Único de Saúde (SUS).

Estudo clínico de fase 1/2 incluirá 81 pacientes com leucemia linfoide aguda

O projeto, que coloca ideias científicas em prática, é resultado da colaboração entre a USP, o Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, através de seu Hemocentro, e o Instituto Butantan. A Anvisa desempenha um papel fundamental no desenvolvimento e aprovação do estudo clínico, destacando o potencial de transformação do tratamento de leucemias e linfomas no Brasil.

O Hemocentro de Ribeirão Preto/USP foi escolhido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em setembro para liderar o projeto-piloto no desenvolvimento de produtos de terapia avançada. O estudo clínico de fase 1/2 incluirá 81 pacientes com leucemia linfoide aguda de células B e linfoma não Hodgkin de células B, oferecendo tratamento gratuito.

A terapia CAR-T Cell, já aplicada experimentalmente, tem mostrado resultados promissores. Dos 20 pacientes previamente tratados, 14 continuam bem, indicando uma alternativa viável para casos graves sem outras opções terapêuticas. O investimento do Ministério da Saúde reforça o compromisso do governo brasileiro em impulsionar a pesquisa científica e fornecer tratamentos inovadores para a população.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.