MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Governo quer inclusão de idosas no sistema de ensino para reduzir isolamento social

O governo está promovendo a inclusão de idosas no sistema de ensino através de uma reestruturação do programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA)

Governo quer inclusão de idosas no sistema de ensino para reduzir isolamento social
Freepik
Victor Meira

Victor Meira

victor@jcconcursos.com.br

Publicado em 15/08/2023, às 13h54

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Governo Federal está adotando medidas para promover a inclusão de idosas no sistema de ensino como uma estratégia para combater o isolamento social e garantir o direito à educação para a população mais velha. 

Representantes dos ministérios da Educação e de Direitos Humanos anunciaram um acordo de cooperação técnica que visa reestruturar o programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA) para acolher eficientemente as idosas.

Os números atuais evidenciam a urgência dessa ação. De acordo com dados alarmantes, 60% dos idosos no Brasil são analfabetos ou possuem baixa escolaridade. Essa estatística é duas vezes maior do que a média nacional de 30%, tornando essa parcela da população mais vulnerável a golpes e ao isolamento social.

+Setor operacional: concursos abertos oferecem salários de até R$ 3,5 mil em todo o Brasil; confira lista

A deputada Reginete Bispo (PT-RS), responsável pelo requerimento da audiência na Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa da Câmara dos Deputados, destacou a importância de criar propostas educacionais atualizadas voltadas para a educação ao longo da vida. 

Com o crescimento demográfico e o aumento da expectativa de vida no Brasil, é essencial que as abordagens educacionais estejam adaptadas a essa realidade em evolução.

A deputada enfatizou que a audiência visava garantir o direito à educação para os idosos e proporcionar visibilidade a essa parcela da população. Ela ressaltou a importância de uma proposta pedagógica adequada, que reconheça as necessidades e peculiaridades dos idosos no processo educativo.

+Alerta global: casos de covid-19 disparam 80% em um mês, revela relatório da OMS

O secretário nacional dos Direitos Humanos da Pessoa Idosa, Alexandre Silva, anunciou um acordo de cooperação técnica entre os Ministérios da Educação e de Direitos Humanos. Esse acordo tem como objetivo adaptar os currículos e as escolas para incluir os idosos no programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA), garantindo assim uma educação inclusiva e acessível.

Cláudia Borges, representante do Ministério da Educação, destacou que a pasta está redesenhando a Educação de Jovens e Adultos, com foco na execução eficaz dos recursos já existentes. O objetivo é garantir a ampliação de vagas e um atendimento adequado aos alunos mais velhos. Ela ressaltou a importância de uma educação que promova a autonomia e a emancipação dos idosos.

A inclusão de idosas no sistema de ensino não apenas combate o isolamento social, mas também empodera essa parcela da população, reconhecendo seu direito à educação e contribuindo para uma sociedade mais inclusiva e equitativa.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.