MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Impacto no bolso: Servidores podem enfrentar diminuição de 26% no salário

Servidores públicos da UnB podem enfrentar diminuição de 26% no salário por decisão do ministro do STF, Gilmar Mendes. Saiba todos os detalhes

Notas de dinheiro
Notas de dinheiro - Canva
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 25/05/2023, às 17h45

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Os servidores públicos da Universidade de Brasília (UnB) podem enfrentar diminuição de 26% no salário. A reitoria da instituição alega que uma decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes cassou uma liminar que garantia o pagamento da Unidade de Referência de Preços (URP) a servidores técnico-administrativos da ativa e aposentados da instituição.

A UnB aguarda a análise da Advocacia-Geral da União (AGU) para cumprir a decisão em questão, a qual resultará no encaminhamento de um parecer específico denominado "parecer de força executória". Até o momento, a reitoria esclarece que o salário referente ao mês de maio dos servidores da UnB manterá a parcela da URP, conforme a nota emitida.

+ ESTES aposentados recebem R$ 2.640 do INSS nesta quinta (25); Saiba tudo

UnB luta pela manutenção do benefício 

A reitoria também informou que há outra liminar relacionada aos docentes da instituição que ainda aguarda uma manifestação final do STF. "Desde que assumiram a gestão da UnB, eles têm atuado vigorosamente em defesa dos servidores para a manutenção da URP, a qual representa uma parte significativa de suas remunerações, buscando as instâncias competentes", diz a nota. 

Comprometidos com a qualidade e excelência do ensino público, pesquisa e extensão, a administração reitera seu compromisso com os servidores docentes e técnicos da UnB, garantindo que permanecerão atentos a todos os desdobramentos relacionados a esse assunto. Além disso, ressaltam a importância do diálogo e da transparência em suas ações.

URP criada em 1989 para servidores 

A técnica em Assuntos Educacionais da UnB, Fabiana Oliveira Machado, afirmou à Agência Brasil que a URP corresponde a 26% do salário dos servidores técnico-administrativos da instituição. Ela informou ainda que a liminar referente aos técnicos foi julgada de forma monocrática por Gilmar Mendes.

Fabiana explicou que a URP foi criada em 1989 para um grupo específico de servidores técnicos-administrativos. Ao longo dos anos, a fim de alcançar a paridade salarial, todos os servidores passaram a receber essa parcela, inclusive os professores. Embora tenha sido considerada ilegal em determinado momento, os sindicatos acionaram a Justiça e obtiveram liminares favoráveis.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.