MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

MEIs e trabalhadores informais terão financiamento de até R$ 3 mil; saiba mais

O programa estará disponível a partir de 28 de março. A iniciativa pode beneficiar cerca de 4,5 milhões de trabalhadores, entre pessoas físicas e MEIs

Pedro Miranda* | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 17/03/2022, às 20h07

O crédito para MEIs terá juros de 1,99% ao mês, com pagamento em até 24x.
O crédito para MEIs terá juros de 1,99% ao mês, com pagamento em até 24x. - Agência Brasil
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

O governo federal lançou nesta quinta-feira (17) uma nova modalidade de crédito para microempreendedores individuais (MEIs) e trabalhadores informais. Serão permitidos financiamento de até R$ 1.000 para pessoa física e R$3.000 para pessoas jurídicas (MEIs).A iniciativa pode beneficiar cerca de 4,5 milhões de trabalhadores, entre pessoas físicas e MEIs.

O programa Microcrédito Digital para Empreendedores, o SIM Digital, consta em Medida Provisória (MP) assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, durante cerimônia no Palácio do Planalto hoje. Segundo Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, a nova modalidade estará disponível a partir de 28 de março e as pessoas físicas poderão assinar os contratos de empréstimo diretamente pelo aplicativo Caixa Tem.

+++ É mãe solteira? Confira 4 benefícios sociais para quem tem filho

Saiba como vai funcionar o programa  

Aqueles que têm o nome negativado também poderão participar do programa. A Caixa Econômica será a principal agente financeira do SIM Digital. Para pessoas físicas, a taxa de juros é de 1,95% ao mês, e o empréstimo pode ser parcelado em até 24 parcelas. O crédito para MEIs terá juros de 1,99% ao mês, com pagamento em até 24 vezes.

Só podem participar pessoas jurídicas que exerçam atividades produtivas e com receita bruta anual não superior a R$ 360.000. No caso dos MEIs, os contratos de empréstimo inicialmente só podem ser assinados pessoalmente em uma agência da Caixa. Espera-se que, no futuro, os créditos também possam ser disponibilizados em formato totalmente digital.

Segundo o governo, o plano não tem impacto financeiro e usará os recursos de R$ 3 bilhões do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), na aquisição de recursos do Fundo Garantidor de Microfinanças (FGM) para reduzir o risco operacional. O novo modelo é voltado para pessoas sem histórico de crédito, que têm dificuldade para obter financiamentos junto a bancos e instituições financeiras tradicionais.

*Estagiário sob supervisão do jornalista Jean Albuquerque

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.