MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Mudanças na dieta: OMS define novos limites para consumo de gorduras e açúcar

As recomendações, que servem como guia para uma dieta saudável, têm como principal objetivo reduzir doenças relacionadas à alimentação. Veja detalhes

OMS aconselha a escolha de alimentos ricos em fibras em vez de produtos refinados e açucarados
OMS aconselha a escolha de alimentos ricos em fibras em vez de produtos refinados e açucarados - Divulgação/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 22/08/2023, às 21h58

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou uma atualização significativa nas diretrizes de consumo de gorduras, açúcar e carboidratos para todas as faixas etárias acima de 2 anos. Estas recomendações, que servem como guia para uma dieta saudável, têm como principal objetivo reduzir doenças relacionadas à alimentação, incluindo câncer, diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares.

Uma das principais mudanças é a recomendação de que a ingestão total de gordura não deve exceder 30% do consumo total de energia. Além disso, a OMS aconselha a limitar a gordura saturada a 10% desse valor e a gordura trans a 1%, uma substância frequentemente encontrada em alimentos industrializados para prolongar a validade.

O Dr. Roni Mukamal, Superintendente de Medicina Preventiva da MedSênior, destacou à CNN que algumas das orientações já eram conhecidas e praticadas por profissionais de saúde antes da atualização da OMS. No entanto, ele destaca que a declaração da OMS serve como uma validação e um reforço dessas práticas.

"Quanto às gorduras, aproximadamente 30% de nossa dieta consiste em fontes de gordura. As novas diretrizes reforçam o uso de gorduras saudáveis, como as gorduras poliinsaturadas encontradas no azeite e em outras oleaginosas", explica o Dr. Mukamal.

+++ Descubra oito alimentos que fazem mal à saúde e persistem no nosso cardápio

OMS aconselha a escolha de alimentos ricos em fibras em vez de produtos refinados e açucarados

A questão das gorduras saturadas e trans também é abordada. "Limitar o consumo de gorduras saturadas a 10% e evitar ao máximo a gordura trans está relacionado ao controle de frituras e produtos artificiais. Eles são os principais vilões da saúde e devem ser reduzidos na dieta", acrescenta o médico.

O Dr. Mukamal enfatiza que as gorduras saudáveis estão presentes em oleaginosas e azeites, que não apenas contêm gordura, mas também são ricos em proteínas, tornando-os componentes essenciais da alimentação.

Quanto aos carboidratos, a OMS aconselha a escolha de alimentos ricos em fibras em vez de produtos refinados e açucarados. No que diz respeito ao açúcar, o novo relatório estabelece um limite máximo de 5 a 10 colheres de chá por dia. O Dr. Mukamal destaca que o papel das frutas como fonte saudável de açúcar também é reforçado no relatório.

As novas diretrizes da OMS indicam que o consumo total de gorduras não deve exceder 600 calorias (30% do total), o que equivale a cerca de 66 gramas. As gorduras saturadas devem ser limitadas a 10% desse valor, ou cerca de 6,6 gramas. Quanto às gorduras trans, o limite é de 2 gramas.

A OMS também estabelece que adultos devem consumir pelo menos 400 gramas de frutas e vegetais, além de 25 gramas de fibras diariamente.

O documento também traz orientações específicas para crianças e adolescentes, considerando diferentes faixas etárias. O foco está no consumo de frutas, vegetais e fibras naturais presentes em alimentos como frutas, aveia e feijão.

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.