MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

NOVIDADE! Servidores públicos aceitam reajuste salarial de 9%

Servidores públicos já tinham se reunido na semana passada para debater o reajuste nos salários e no vale alimentação

NOVIDADE! Servidores públicos aceitam reajuste salarial de 9%
Freepik
Victor Meira

Victor Meira

victor@jcconcursos.com.br

Publicado em 17/03/2023, às 22h16

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Na sexta-feira (17), os representantes dos servidores públicos do Executivo federal aprovaram a proposta do governo federal para o aumento salarial de 9% e o acréscimo de R$ 200 no auxílio-alimentação, que atualmente é de R$ 458 e passará a ser de R$ 658. 

A proposta prevê que o aumento entrará em vigor a partir de 1º de maio, com o pagamento sendo realizado em junho, beneficiando servidores ativos, aposentados e pensionistas regidos pela Lei 8.112/90.

+Profissionais da área da saúde poderão atuar em escolas públicas e receber por isso; entenda

Durante uma reunião com a categoria, a Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef) confirmou a aprovação da proposta, que já havia sido aceita por mais da metade das assembleias das entidades filiadas à confederação no dia anterior (16).

No dia 15 de março, a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) aprovou a proposta do governo federal. Conforme declarou o presidente da Fenapef, Marcus Firme, todos os sindicatos filiados à entidade se mostraram favoráveis. Ele reconheceu que a proposta não era ideal e que era necessário uma reestruturação salarial, mas ressaltou que a Fenapef continuará a lutar pela causa.

Na terça (14), o Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (BC) aprovou a proposta de reajuste em assembleia. A entidade afirmou que o aumento salarial vai recompor as perdas inflacionárias dos últimos anos e, além disso, com o aumento da contribuição do BC, haverá impactos positivos para o plano de saúde da categoria.

+Taxa de desemprego se mantém e estável, mas salários médios crescem, aponta IBGE

O governo precisará encaminhar um projeto de lei ao Congresso Nacional para modificar o Orçamento da União e viabilizar o pagamento da proposta. No entanto, ainda não há uma data prevista para o envio desse projeto.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil  no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.