MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Pagamento Bolsa Família se aproxima: Veja quem recebe em setembro

Caixa já divulgou calendário de pagamentos do Bolsa Família para o mês de setembro; o programa beneficiará cerca de 21,14 milhões de famílias

Mulher segura o cartão do Bolsa Família e notas de dinheiro
Mulher segura o cartão do Bolsa Família e notas de dinheiro - Divulgação JC Concursos
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 04/09/2023, às 18h43

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Os pagamentos do Bolsa Família se aproximam no mês de setembro, a Caixa Econômica Federal já divulgou o calendário oficial do programa de transferência de renda para cerca de 21,14 milhões de famílias. 

Até o momento, não há nenhum indicativo da Caixa e nem do governo federal de que o pagamento será antecipado neste mês. É previsto que seja mantido o calendário habitual, que será pago entre 18 a 29 de setembro. 

O programa paga o valor mínimo de R$ 600, adicional de R$ 150 para famílias com crianças de até 6 anos e o novo adicional de R$ 50 a famílias com gestantes e filhos de 7 a 18 anos. Neste mês, não será pago o Auxílio Gás. 

+ Feriados de Fim de Ano: veja TODAS as datas para você se programar

Veja calendário de setembro 

O calendário do Bolsa Família é pago considerando o dígito final do Número de Inscrição Social (NIS). Veja as datas:

  • NIS de final 1 - 18 de setembro;
  • NIS de final 2 - 19 de setembro;
  • NIS de final 3 - 20 de setembro;
  • NIS de final 4 - 21 de setembro;
  • NIS de final 5 - 22 de setembro;
  • NIS de final 6 - 25 de setembro;
  • NIS de final 7 - 26 de setembro;
  • NIS de final 8 - 27 de setembro;
  • NIS de final 9 - 28 de setembro;
  • NIS de final 0 - 29 de setembro.

Saiba como consultar 

O cidadão pode consultar informações sobre o Bolsa Família das seguintes maneiras: 

Conheça as regras para recebimento 

Para o recebimento, as famílias devem cumprir algumas critérios; veja lista: 

  • Garantir a realização das consultas de pré-natal conforme a necessidade;
  • Acompanhar o calendário nacional de imunizações, assegurando que as vacinas sejam administradas;
  • Realizar um monitoramento periódico do estado nutricional de crianças menores de 7 anos;
  • Assegurar uma frequência mínima de 60% para crianças de 4 a 5 anos na escola e, no caso de beneficiários com idade entre 6 e menos de 18 anos que ainda não tenham completado a educação básica, a frequência deve ser de pelo menos 75%;
  • Manter o Cadastro Único sempre atualizado, renovando os dados no mínimo a cada dois anos.

Quem pode receber?

O acesso ao programa é concedido a todas as famílias que possuem uma renda mensal per capita de até R$ 218. Isto implica dizer que a soma total dos rendimentos dos membros da família, dividida pelo número de pessoas, precisa estar abaixo deste valor de referência.

Vamos considerar um cenário ilustrativo em que uma mãe é a única provedora para seus três filhos pequenos. Ela trabalha como manicure e recebe um salário mensal de R$ 700. Visto que seus filhos ainda não têm fonte de renda própria, esses R$ 700 representam a única entrada de dinheiro para a família.

Ao dividir os R$ 700 (total de renda) por quatro (número de membros na família), o resultado é R$ 175. Considerando que esse montante é inferior ao limite estabelecido de R$ 218, a mãe juntamente com seus três filhos têm direito a receber os benefícios do programa Bolsa Família.

+Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.