MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Papa Francisco incentiva jovens a encontrar esperança nas oportunidades de trabalho

Estabilidade no emprego é essencial para o planejamento de vida e formação de uma família, reforça o papa. Francisco também abordou as demandas esmagadoras do trabalho moderno

Papa encorajou jovens a não perderem a esperança, destacando que o trabalho gera utilidade e esperança
Papa encorajou jovens a não perderem a esperança, destacando que o trabalho gera utilidade e esperança - Agência Brasil
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 13/12/2023, às 11h08 - Atualizado às 11h15

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Papa Francisco enviou uma mensagem inspiradora aos participantes do “LaborDì”, um evento de formação sobre trabalho promovido pelas Associações Cristãs de Trabalhadores Italianos. O encontro, em sua segunda edição, reúne 1.200 estudantes de 20 escolas e 45 organizações e empresas, proporcionando 80 workshops e entrevistas visando apresentar o mundo empresarial aos jovens.

O pontífice refletiu sobre os sentimentos dos jovens em relação ao trabalho, utilizando a imagem de um canteiro de obras para ilustrar dois aspectos opostos: a "sensação de vazio" quando não há trabalho e a "corrida febril" quando há uma atividade intensa.

Sobre a sensação de vazio, o Papa destacou a grave ferida na dignidade causada pela ausência de trabalho, ressaltando que a estabilidade no emprego é essencial para o planejamento de vida, incluindo a formação de uma família.

“Diante dessa sensação de vazio, muitos, desorientados e desmotivados, desistem e vão para outro lugar, mas isso, além de causar amargura, constitui uma derrota, porque recursos não faltam e devem ser utilizados para realizar sonhos concretos... de um tempo para dedicar gratuitamente aos outros no voluntariado”, manifestou Francisco.

Papa encorajou jovens a não perderem a esperança, destacando que o trabalho gera utilidade e esperança

O papa dirigiu-se especialmente aos jovens, alertando sobre o crescente sentimento de não chegar a lugar nenhum, enfatizando a necessidade de apoio para superar a precariedade e o vazio.

Em relação à corrida febril, o Papa abordou as demandas esmagadoras do trabalho moderno, caracterizado por pressões constantes, ritmos acelerados e estresse. Ele alertou sobre a desumanização do trabalho, onde a tecnologia ameaça substituir a presença humana.

Apesar dos desafios, Francisco encorajou os participantes a não perderem a esperança, destacando que o trabalho gera utilidade e esperança para os outros. Ele enfatizou que a esperança não depende das circunstâncias, mas é construída por meio do compromisso com o bem comum, tornando o trabalho uma forma de ser ativo no serviço à comunidade.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concurso

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.