MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Pesquisa revela que mulheres dão salto de empreendedorismo em 2022

As mulheres dão salto de empreendedorismo no Brasil em 2022, pesquisa realizada pelo Pnad aponta que cerca de 10 milhões tem empresas no país; veja

Jean Albuquerque | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 04/04/2022, às 17h24

Pesquisa revela que mulheres dão salto de empreendedorismo em 2022
Pesquisa revela que mulheres dão salto de empreendedorismo em 2022 - Freepik
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Um levantamento realizado pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), apontou que cerca de 10 milhões de mulheres empreendem no Brasil, no ano de 2022. A pesquisa também revelou que a maioria delas começaram um negócio por necessidade.  

O estudo mostra que as  mulheres dão salto de empreendedorismo neste ano, o que representa o percentual de 34% das mulheres empreendendo no país. Para incentivar o empreendedorismo entre elas, o Governo Federal desenvolveu o programa Brasil para Elas. 

+++ PIS/Pasep: quem trabalhou entre 1970 e 1988 pode realizar o saque. Veja as condições

Governo incentiva empreendedorismo entre as mulheres 

Ao lançar o programa Brasil para Elas, no dia 8 de março, o Governo Federal reúne em uma mesma plataforma a participação de várias organizações, são elas: públicas, privadas e da sociedade civil em um único espaço, o www.gov.br/brasilpraelas. A Confederação Nacional da Indústria (CNI), também é um dos parceiros e participa do conselho da organização.  

De acordo com a subsecretária de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas do Ministério da Economia, Carolina Busatto, a CNI pode ajudar a introduzir essas mulheres no mercado e conseguir dar evidência para os seus negócios. 

O portal possibilita que as elas façam uma formação que envolve todas as etapas de funcionamento de uma empresa. Busatto acredita que o “governo espera muito que as mulheres tenham as condições para atingir essa liberdade financeira com total capacidade de escolher o espaço que elas podem ocupar na sociedade”. 

Atividade econômica que aquece a economia 

Ainda segundo a subsecretária, a atividade econômica desenvolvida pelas mulheres aquece a economia, além de beneficiar as famílias das empreendedoras e a comunidade onde o negócio está inserido. “As mulheres são as grandes shoppers, responsáveis por 80% da decisão de compra, mas respondem apenas por 20% das operações de crédito”, compara. 

A pesquisa Pnad também aponta que as mulheres dão salto de empreendedorismo, atuando em setores de serviços e áreas como alimentação. Busatto ainda afirma que um dos maiores desafios do programa consiste na capacitação das mulheres para que elas possam empreender em outras áreas, como a tecnologia. 

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.