MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

PIB do Brasil sobe 1,9% e surpreende puxado pelo desempenho do agronegócio

Além do desempenho do agronegócio, o PIB do Brasil também teve destaque no setor de serviços, que é o maior empregador do país

PIB do Brasil sobe 1,9% e surpreende puxado pelo desempenho do agronegócio
Agência Brasil
Victor Meira

Victor Meira

victor@jcconcursos.com.br

Publicado em 01/06/2023, às 11h05

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro registrou um crescimento de 1,9% no primeiro trimestre deste ano em comparação com o último trimestre de 2022, de acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (1º). O PIB totalizou R$ 2,6 trilhões nesse período.

Em relação ao primeiro trimestre do ano passado, a economia brasileira avançou 4%, demonstrando uma recuperação sólida. No acumulado dos últimos 12 meses, o PIB apresentou um crescimento de 3,3%.

O setor da agropecuária foi o principal responsável pelo crescimento, apresentando uma alta expressiva de 21,6%. Esse resultado é atribuído principalmente ao aumento da produção de soja, a principal lavoura de grãos do país, que concentra cerca de 70% da safra no primeiro trimestre e tem previsão de atingir níveis recordes este ano.

+Mega-Sena não tem ganhadores e prêmio acumula em R$ 65 milhões

O setor de serviços, que é o principal motor da economia brasileira, também apresentou um crescimento no período, com um aumento de 0,6%. Destacam-se as atividades de transportes e atividades financeiras, ambas com uma alta de 1,2%.

Por outro lado, a indústria teve uma variação negativa de 0,1%, indicando estabilidade. Os bens de capital e os bens intermediários apresentaram queda, enquanto a atividade de eletricidade e água, gás, esgoto e gestão de resíduos registrou um aumento de 6,4%.

Sob a ótica da demanda, o crescimento foi impulsionado pelo consumo das famílias, que teve um aumento de 0,2%, e pelo consumo do governo, com crescimento de 0,3%. No entanto, os investimentos, representados pela formação bruta de capital fixo, sofreram uma queda de 3,4% no período.

+Minha Casa, Minha Vida: projeto pode derrubar exclusividade da Caixa; entenda

No setor externo, as exportações de bens e serviços tiveram uma leve queda de 0,4%. Por outro lado, as importações recuaram 7,1%, o que contribuiu positivamente para o desempenho do PIB no período.

Os dados do primeiro trimestre de 2023 mostram uma economia brasileira em recuperação, impulsionada pelo setor agropecuário e pelo consumo interno. Apesar da estabilidade na indústria e da queda nos investimentos, o crescimento sólido do PIB reflete um cenário mais otimista para a economia do país.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.