MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Pix ganha função de pagamento sem precisar de conexão com a internet

Banco Central também revelou que a partir de 2024, o Pix poderá ser utilizado em débitos automáticos. Valores transacionados por meio do Pix atingiu a marca de R$ 1,2 trilhão

Total de valores transacionados por meio do Pix atingiu a marca de R$ 1,2 trilhão
Total de valores transacionados por meio do Pix atingiu a marca de R$ 1,2 trilhão - Freepik
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 06/09/2023, às 20h27 - Atualizado em 07/09/2023, às 01h31

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O sistema de pagamento instantâneo Pix, amplamente adotado no Brasil, está prestes a receber atualizações que prometem tornar a vida de seus usuários ainda mais simples. Uma das mudanças mais aguardadas é a possibilidade de realizar transações offline, uma funcionalidade inédita desde o lançamento da plataforma em 2020.

Essa novidade permitirá que você efetue pagamentos mesmo sem estar conectado à internet, facilitando o pagamento de diversas despesas do dia a dia, como contas de luz, condomínio, planos de saúde e até mesmo transações em pedágios e no transporte público.

A divulgação dessa aguardada funcionalidade ocorreu por meio do Relatório de Gestão do Pix, recentemente divulgado pelo Banco Central. Além disso, o documento revelou que a partir de 2024, o Pix poderá ser utilizado em débitos automáticos, sob o nome de Pix Automático.

+++ Preço da cesta básica em queda na maioria das capitais, aponta Dieese

Total de valores transacionados por meio do Pix atingiu a marca de R$ 1,2 trilhão

O Banco Central destaca que o Pix Automático será desenvolvido de forma flexível, atendendo às diversas necessidades de negócios e promovendo a competição no setor de pagamentos. A expectativa é que, com mais agentes capazes de oferecer essa solução aos recebedores, os custos sejam reduzidos em comparação com os serviços similares atualmente disponíveis no mercado.

Embora a maioria das transações com Pix envolva valores inferiores a R$ 100, o sistema consegue lidar com grandes operações. Um exemplo impressionante é uma única transação que movimentou R$ 1,2 bilhão em dezembro de 2022.

Em 2022, o total de valores transacionados por meio do Pix atingiu a marca de R$ 1,2 trilhão, representando um aumento significativo em relação aos R$ 718 bilhões registrados em 2021. No ano passado, aproximadamente 133 milhões de pessoas físicas e 11,9 milhões de empresas aderiram ao uso do Pix no Brasil.

+Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.