MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Pix Open Finance: ferramenta facilita pagamento de empréstimo; Saiba como funciona

O Banco Central liberou o pagamento de empréstimo por meio do Pix Open Finance, que facilita a movimentação de dinheiro entre diferentes instituições financeiras

Celular com logo do Pix
Celular com logo do Pix - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 05/03/2023, às 23h21

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Banco Central liberou o pagamento de empréstimo por meio do Pix Open Finance, que permite usar o saldo existente em uma instituição financeira para quitar empréstimo obtido em outro banco sem a necessidade de usar diferentes aplicativos. O Banco do Brasil (BB) é o primeiro do país a adotar essa ferramenta.

Os clientes do BB podem usar o saldo de outras instituições para pagar parcelas vencidas de empréstimo por meio do Pix Open Finance. Todo o procedimento é feito no aplicativo do próprio BB, sem precisar acessar outro app.

Portanto, essa inovação digital trará mais facilidade aos clientes que não têm saldo no BB e querem regularizar os empréstimos vencidos com recursos mantidos em outras instituições bancárias. Em linhas gerais, basta:

  • acessar o aplicativo do Banco do Brasil;
  • escolher o empréstimo e as parcelas que deseja pagar;
  • escolher uma das instituições habilitadas da qual deseja debitar o valor;
  • prontinho, automaticamente será enviado ao ambiente da instituição selecionada, dentro da mesma sessão de atendimento do app BB.

+Quando começa o pagamento do Bolsa Família em março? Veja quem recebe antecipado

Saiba mais sobre o Pix Open Finance

De acordo com o Banco Central, o Open Finance, ou sistema financeiro aberto, é a possibilidade de clientes de produtos e serviços financeiros permitirem o compartilhamento de suas informações entre diferentes instituições autorizadas pelo Banco Central e a movimentação de suas contas bancárias a partir de diferentes plataformas e não apenas pelo aplicativo ou site do banco.

"Com a permissão de cada correntista, as instituições se conectam diretamente às plataformas de outras instituições participantes e acessam exatamente os dados autorizados pelo(a)s clientes. Todo esse processo é feito em um ambiente seguro e a permissão poderá ser cancelada pela pessoa sempre que ela quiser", ressalta o BC.

O compartilhamento de dados proporcionado pelo open finance simplifica o pagamento ou a transferência de recursos, ao integrar um canal digital (que receberá o crédito) com as instituições detentoras de conta (que serão debitadas). Com a iniciação de pagamentos, um consumidor ou uma empresa consegue realizar um débito em sua conta diretamente no site ou aplicativo de quem recebe, sem necessidade de entrar no aplicativo de seu banco para concluir a transação. Por enquanto, o processo está disponível apenas para o Pix.

+Existe Serial Killer no Brasil? Saiba quem é Pedrinho Matador, assassinado hoje (5)

Outra vantagem, além de simplificar a experiência do cliente, que a liberação desse procedimento tende a trazer é: baixar custos, ao reduzir as etapas de um pagamento digital. O processo também tende a diminuir o abandono de compras no comércio eletrônico, porque o pagamento ocorre na hora, sem atrito.

O BC destaca, ainda, outro benefício. A novidade que dá acesso aos dados dos usuários deve gerar mais competição entre as instituições participantes, que poderão fazer ofertas de produtos e serviços para clientes de seus concorrentes, com benefícios para o consumidor, que poderá obter tarifas mais baixas e condições mais vantajosas.

*com informações da Agência Brasil

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.