MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Previdência estima economia de R$ 10 bilhões em 2024 com medidas de modernização

Entre as iniciativas destacadas, está o pente-fino realizado nos benefícios do INSS. Ministério está pleiteando junto ao Planalto a nomeação de mais servidores para o INSS

Ministério está pleiteando junto ao Planalto a nomeação de mais servidores para o INSS
Ministério está pleiteando junto ao Planalto a nomeação de mais servidores para o INSS - Divulgação/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 07/02/2024, às 18h22

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Ministério da Previdência divulgou que espera economizar aproximadamente R$ 10 bilhões em 2024, graças a uma série de medidas implementadas para modernizar os processos e combater fraudes nos benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

📲 Junte-se ao canal de notícias do JC Concursos no WhatsApp

Entre as iniciativas destacadas, está o pente-fino realizado nos benefícios do INSS, que visa identificar irregularidades e garantir que os recursos sejam direcionados apenas a quem realmente necessita. Além disso, a implantação do Atestmed, sistema que concede auxílio-doença por meio de atestado eletrônico, também está contribuindo significativamente para essa economia.

Segundo estimativas do Ministério, o Atestmed tem o maior potencial de economia, representando cerca de R$ 5,6 bilhões. A concessão mais rápida de benefícios, comparada à perícia médica presencial, reduz o chamado “custo-atraso”, contribuindo para uma gestão mais eficiente dos recursos previdenciários.

Ministério está pleiteando junto ao Planalto a nomeação de mais servidores para o INSS

Além disso, medidas de prevenção de fraudes previdenciárias estão sendo intensificadas, o que deve resultar em uma economia adicional de R$ 1,8 bilhão. Estratégias de monitoramento ativo estão sendo implementadas no INSS para combater fraudes em processos digitais, especialmente em casos de beneficiários indevidos e falecidos.

O Ministério também está investindo em outras áreas, como a cobrança administrativa de benefícios indevidos, modernização de ferramentas de segurança da informação, aperfeiçoamento da revisão bienal e melhoria da infraestrutura de atendimento. Essas iniciativas, embora possam gerar economias menos expressivas, contribuem para uma gestão mais eficaz e transparente dos recursos previdenciários.

Além disso, o Ministério está pleiteando junto ao Planalto a nomeação de mais servidores para o INSS, visando fortalecer a implementação das medidas, especialmente aquelas relacionadas à cobrança de benefícios indevidos. Esta medida visa abranger uma gama de situações, incluindo créditos não tributários decorrentes de irregularidades, pagamentos antecipados em casos de calamidade pública e benefícios concedidos judicialmente.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.