MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Profissional autônomo pode recolher INSS para garantir aposentadoria do governo

Os trabalhadores podem recolher contribuição para garantir aposentadoria do governo; saiba como pagar INSS para profissional autônomo. Confira

Jean Albuquerque | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 16/03/2022, às 20h56

Profissional autônomo pode recolher INSS para garantir aposentadoria do governo
Profissional autônomo pode recolher INSS para garantir aposentadoria do governo - Freepik
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Diferentes dos trabalhadores que estão amparados pelo regime de trabalho por CLT e possuem direitos, outros profissionais ainda têm dúvidas em relação a como se preparar para a tão sonhada aposentadoria. A contribuição da Previdência Social é obrigatória para funcionários com carteira assinada, mas opcional para autônomos, empresários e profissionais PJ. Veja como profissional autônomo pode recolher INSS. 

O trabalhador autônomo tem mais liberdade profissional, flexibilidade de horários, autonomia para organizar a rotina de trabalho, além da possibilidade de trabalhar em casa. No Brasil, há mais de 4 milhões de profissionais autônomos no mercado, por não ter uma estrutura formal de trabalho, o profissional precisa estar atento e se preocupar com a aposentadoria. 

Como pagar o INSS para profissional autônomo?

O número de trabalhadores autônomos no país só tem crescido. Muitos não sabem que, mesmo nesta condição, é possível contribuir para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para ter acesso à previdência social. Veja como se inscrever no INSS sendo autônomo: 

  • Fazer a inscrição no Programa de Integração Social (PIS) como “contribuinte individual”. Escolher o tipo de contribuição;
  • Fazer o pagamento da Guia da Previdência Social (GPS): o “carnê do INSS”, que pode ser preenchida manualmente ou pela internet e pago por um aplicativo de conta, instituição financeira ou casa lotérica.

Existem opções para contribuinte individual ou autônomo, o trabalhador pode escolher duas opções de contribuição: 11% sobre o salário mínimo, que dá direito à aposentadoria por idade, 20% sobre a renda que recebe, para quem contribui pelo salário mínimo e dá direito à aposentadoria por tempo de contribuição. Confira mais dicas no vídeo abaixo:

É MEI? Veja o que fazer para ter o benefício 

Na modalidade de Microempreendedor individual (MEI), o trabalhador tem a opção de contribuir com 5% sobre o salário mínimo que dá direito à aposentadoria por idade. No caso do contribuinte que queira se aposentar por tempo de contribuição, será necessário pagar um complemento.

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.