MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Receita Federal: 60 toneladas de mercadorias apreendidas irão para vítimas no litoral paulista. Veja lista

Mais de 60 toneladas de mercadorias apreendidas pela Receita serão doadas para vítimas no litoral paulista; mais de 30 pessoas morreram com fortes chuvas

Casas destruídas em deslizamentos após tempestades no litoral norte de São Paulo
Casas destruídas em deslizamentos após tempestades no litoral norte de São Paulo - Agência Brasil - Vítimas no litoral paulista
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 22/02/2023, às 19h23

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

A Receita Federal irá doar mais de 60 toneladas de mercadorias apreendidas para as vítimas no litoral paulista, acometidas pelas fortes chuvas. Até o momento, mais de 30 pessoas morreram e outras 40 estão desaparecidas por conta dos temporais do final de semana. 

O anúncio foi feito pelo Ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), que afirmou ter mandado a Receita identificar as mercadorias. Segundo ele, as mercadorias identificadas foram avaliadas em R$ 11 milhões pelas unidades do Fisco, principalmente a do Estado de São Paulo. 

+ Produtores do RS afetados pela seca poderão receber linha de crédito emergencial do governo

Veja lista de mercadorias 

Ainda de acordo com o ministro, entre as mercadorias estão itens usados para higiene pessoal, entre outros. Veja lista completa:

  • Roupas;
  • Calçados;
  • Itens de cama;
  • Mesa e banho;
  • Higiene pessoal;
  • Material de limpeza;
  • Utensílios de cozinha. 

Ele agradeceu os servidores da Receita. "Agradeço o empenho dos servidores da Receita Federal, especialmente os da 8ª Região Fiscal (SP), que prontamente atenderam à necessidade de mobilização em pleno feriado", escreveu Haddad. 

Um dos locais mais atingidos pelas fortes chuvas da última semana foi o município de São Sebastião. 36 das 37 mortes ocorreram na cidade. Mais de 40 pessoas ainda estão desaparecidas. 

Governo de SP decreta estado de calamidade

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, decretou estado de calamidade em seis cidades e luto oficial de três dias. Trabalham no auxílio às vítimas cerca de 600 agentes da prefeitura, Defesa Civil, Forças Armadas, Corpo de bombeiros, Polícia Militar e Exército.

Em coletiva de imprensa realizada hoje (22), Tarcísio agradeceu a ajuda as vítimas. "A solidariedade se faz presente, percebo um movimento muito grande de ajuda às pessoas, de coleta de donativos. Reforço que donativos devem ser levados aos depósitos do Fundo Social de São Paulo e da Defesa Civil". 

O governador ainda afirmou que existem muitos pontos de interrupção ao longo da Rio-Santos e Mogi-Bertioga. Os turistas estão sendo aconselhados a não tentar deixar o litoral norte. "Não sabemos o quanto sobrou da Rio-Santos. São muitos pontos de deslizamento e bloqueios". 

Ministro de Lula detalha ações

Após reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que ocorreu nesta quarta-feira (22) o ministro da Integração, Waldez Góes, detalhou nas redes sociais as ações do Governo Federal para o litoral norte de São Paulo. Dentre elas, estão o  fortalecimento das ações emergenciais e agilidade nos planos de reconstrução da infraestrutura destruída.

"O importante é que no primeiro mês de governo já se retoma fortemente tanto a política de prevenção quanto a política estruturante para evitar esses problemas e reforça aquilo que no desastre é preciso ter, que é a resposta da Defesa Civil e está acontecendo", detalhou o ministro. Veja vídeo abaixo: 

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.