Saiba quais concursos públicos exigem teste de aptidão física e os exercícios mais comuns

Os TAFs (Teste de Aptidão Física) são comuns em concursos públicos na área de segurança pública, nos Correios e orgãos como o Comlurb

Victor Meira - victor@jcconcursos.br
Publicado em 06/01/2022, às 15h42

Os testes de aptidão física são comuns em concursos públicos na área de segurança pública
Os testes de aptidão física são comuns em concursos públicos na área de segurança pública - Freepik

Como a gente sempre destaca no JC Concursos, a preparação para um concurso público exige bastante empenho, disciplina e concentração. Nos processos seletivos para a área de segurança pública, o teste de aptidão física, também conhecido como TAF, é uma das etapas mais difíceis para conseguir a aprovação. Já ouvimos diversos professores de cursos preparatórios para as polícias militar, civil e federal dizendo que a “avaliação teórica é tranquila, perto dos testes físicos”. 

Pensando nisso, a equipe do JC Concursos fez um levantamento sobre os principais concursos públicos que exigem testes de aptidão física como etapa classificatória. Além disso, vamos apresentar os principais exercícios para você se preparar fisicamente para conquistar a sua nomeação. 

Como destacamos no início do texto, o TAF é uma avaliação exigida em concursos públicos para os seguintes órgãos: Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Penal, Guarda Municipal, Detran, Correios, Aeronáutica, Exército, Marinha, Comlurb, dentre outros. 

Basicamente, o teste de aptidão física tem o objetivo de verificar a capacidade física do candidato para encarar o cotidiano da profissão. 

Confira abaixo os principais exercícios exigidos no TAF e qual é o seu índice de aproveitamento para aprovação:

Barra fixa

O teste de Barra Física é um dos TAFs mais comuns em concursos públicos, principalmente da área policial. Apesar de ser um dos mais feitos, ele ainda é um dos principais vilões dos concurseiros. 

A Barra é aplicada para homens e mulheres, embora o teste seja realizado de forma diferente. Os candidatos do sexo masculino realizam o Teste Dinâmico da Barra Fixa e as candidatas executam o Teste Estático, ou Isometria, como é chamado em alguns concursos.

Para realizar o Teste Dinâmico da Barra Fixa, o candidato deve cumprir os seguintes requisitos: 

  • A largura da empunhadura deve ser, aproximadamente, a dos ombros;
  • A empunhadura das mãos poderá ser em pronação (dorsos das mãos voltados para o corpo do executante);
  • O candidato também pode realizar o exercício com a empunhadura das mãos em supinação (que corresponde às palmas das mãos voltadas para o corpo do executante);
  • Os cotovelos e quadril devem estar em extensão;
  • Não poderá haver nenhum contato dos pés com o solo, todo o corpo na posição vertical.

Quando o avaliador falar “iniciar”, o concurseiro deverá flexionar os cotovelos, elevando o seu corpo até que o queixo ultrapasse o nível da barra. Não é permitido tocar o queixo na barra. Após isso, ele deve estender novamente os cotovelos, baixando o seu corpo até a posição inicial, sem tocar os pés no chão. O movimento deve ser repetido o máximo de vezes possível até o final do tempo previsto. 

O aproveitamento mínimo para ser aprovado depende do edital do concurso. Há seleções que exigem três ou quatro repetições. Em outras, o documento relata que os candidatos com os maiores números de repetições durante o menor tempo de prova são aprovados. 

As mulheres fazem o Teste Estático ou Teste de Isometria. Neste exercício, ao invés de fazer repetições na barra, a candidata deve ficar o máximo de tempo possível suspensa no ar. 

Antes do teste, as concurseiras devem posicionar-se sob a barra pisando em um ponto de apoio. Quando o avaliador dizer “em posição”, a candidata deve elevar o seu corpo até que o queixo fique acima da parte superior da barra, sem que ele toque a barra. Depois disso, mantenha os braços completamente flexionados, com o corpo na posição vertical e os pés em contato com o ponto de apoio.

Quando o avaliador apontar o comando “iniciar”, o ponto de apoio é retirado. Neste momento, é iniciada a cronometragem do tempo de permanência da candidata na posição, sem flexionar o quadril.

Ela deve permanecer suspensa na posição apenas com o esforço de seus membros superiores. Os dois braços devem ficar completamente flexionados. O queixo precisa ficar acima da parte superior da barra sem poder tocá-la.

O resultado do teste será a quantidade de tempo que ela permanece suspensa na barra. Se ela cumprir o mínimo exigido no edital, a candidata é considerada apta na prova.

Flexão de braço

A flexão de braço também é bastante comum em concursos na área policial, principalmente PM e bombeiros. O teste consiste em avaliar resistência muscular de braços e potência muscular nos membros superiores dos candidatos. 

Devido a sua flexibilidade, o TAF tem uma grande variação, tanto nas formas de execução, principalmente para as mulheres, quanto no tempo de execução. Mas, de forma geral, há três exercícios mais cobrados nos testes de exercícios físicos. 

Para realizar o exercício, o candidato deve deitar de bruços no chão e apoiar somente os pés e as mãos no chão. Quando o avaliador apresentar o comando “iniciar”, o candidato deve estender os braços e depois flexioná-los, sem apoiar a barriga no chão. 

Em relação a quantidade mínima de repetições há uma variação de 15 a 30 repetições para o sexo feminino e 25 a 40 para o sexo masculino para a aprovação. Em outros editais, é estipulado um tempo limite de um minuto, com o concurseiro fazendo o maior número de repetições possíveis. 

Abdominal

Outro teste comum nas carreiras de segurança pública é o abdominal. Assim como o TAF anterior, há uma variação enorme deste exercício nos editais. As quatro formas mais cobradas nos testes previstos são as seguintes: flexão abdominal com mãos atrás da cabeça ou na nuca; flexão abdominal com as mãos cruzadas a frente do corpo; flexão abdominal remador; flexão abdominal supra.

Devido a diversificação do exercício, os movimentos da aprovação também dependem daquilo que o edital diz. Algumas seleções cobram a execução sem tempo limite, ou seja, o candidato deverá executar o máximo de repetições possíveis. Em outros processos seletivos, há um tempo limite para fazer as repetições, que variam de 30 segundos a 1 minuto.

Natação

Apesar dos testes acima serem bem comuns, o teste de natação é exclusivo para quem deseja entrar no corpo de bombeiros, como guarda-vidas, ou na marinha. Certamente, ele é um dos desafiadores e temidos entre os concurseiros. 

Assim como nos exercícios anteriores, o TAF varia de acordo com as orientações do edital. Contudo, o exercício mais comum é nadar um trecho de 50 metros em 60 segundos para conseguir a aprovação. 

Corrida de velocidade e resistência

Na maioria dos concursos que exigem TAF tem as corridas de velocidade e resistência. A primeira é para avaliar a velocidade do candidato. No último concurso dos bombeiros do Rio de Janeiro, os candidatos deveriam percorrer 100 metros rasos em apenas 17 segundos para conseguirem a aprovação. Claro que o número pode variar de acordo com o edital, mas de forma geral esta é a meta. 

O teste de resistência também é bastante desafiador. O candidato deve correr 2.400 metros em menos de 12 minutos. 

Comentários

Mais Lidas