MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Novo salário mínimo de R$ 1.412 começa a valer nesta semana: Veja o que muda

Novo salário mínimo com valor de R$ 1.412 passa a ser pago nesta quinta-feira (1º) para milhões de brasileiros; Saiba valores reajustados de benefícios

Homem segura notas de dinheiro
Homem segura notas de dinheiro - Canva
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 29/01/2024, às 12h42

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O novo salário mínimo de R$ 1.412, que começa a ser pago nesta quinta-feira (1º), é um alívio para o orçamento de milhões de brasileiros. O aumento de quase 7% (R$ 92) em relação ao valor anterior, de R$ 1.320, significa que os trabalhadores que recebem o piso nacional poderão comprar mais produtos e serviços.

Com o novo mínimo, é possível comprar quase duas cestas básicas, que hoje custam, em média, R$ 772,51 cada uma. Isso representa uma melhoria significativa na qualidade de vida de muitas famílias brasileiras, que enfrentam dificuldades para comprar alimentos e itens essenciais.

📲 Junte-se ao canal de notícias do JC Concursos no WhatsApp

Além do salário mínimo, outros benefícios vinculados ao valor também foram reajustados. O seguro-desemprego, por exemplo, passou de R$ 1.320 para R$ 1.412. O Benefício de Prestação Continuada (BPC), pago a idosos e pessoas com deficiência, também teve seu valor aumentado, passando de R$ 1.320 para R$ 1.412.

O reajuste do salário mínimo tem um impacto significativo na vida de milhões de brasileiros. Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), 59,3 milhões de pessoas no Brasil têm rendimento ligado ao salário mínimo. Isso inclui trabalhadores formais, informais, aposentados e pensionistas.

+ Prouni 2024: inscrições abertas! Não perca a chance de estudar com bolsa de até 100%

Saiba valores de benefícios após reajuste do mínimo 

O aumento do salário mínimo para R$ 1.412, que começou a valer em 1º de fevereiro de 2024, também impacta uma série de benefícios e serviços que usam o piso nacional como referência.

Com o reajuste, os seguintes benefícios e serviços passam a ter valores maiores:

  • Abono salarial PIS/Pasep - o abono salarial é um benefício pago aos trabalhadores formais que recebem, em média, até dois salários mínimos mensais e passa a ter valor de R$ 1.412;
  • Benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) - o INSS paga uma série de benefícios, como aposentadorias, pensões, auxílio-doença e seguro-desemprego. Com isso, o novo valor passa a ser de R$ 1.412;
  • Benefício de Prestação Continuada (BPC) - o BPC é um benefício pago a idosos e pessoas com deficiência com renda mensal de até um salário mínimo. Com o reajuste do salário mínimo, o valor do BPC também é reajustado;
  • Seguro-desemprego - o seguro-desemprego é um benefício pago aos trabalhadores que perdem o emprego. O valor do seguro desemprego é proporcional ao salário do trabalhador e ao tempo de serviço. Com o reajuste do salário mínimo, o valor máximo do seguro desemprego passa de R$ 1.320 para R$ 1.412.
  • Valores que permitem a inscrição no Cadastro Único - o Cadastro Único é um programa do governo federal que identifica e qualifica famílias de baixa renda para acesso a benefícios e serviços sociais. O valor da renda familiar mensal per capita que permite a inscrição no Cadastro Único é de meio salário mínimo. Com o reajuste do salário mínimo, o valor da renda familiar mensal per capita passa de R$ 606 para R$ 706.
  • Seguro-defeso - o seguro-defeso é um benefício pago aos pescadores artesanais durante a proibição da pesca. O valor do seguro-defeso é proporcional ao salário mínimo. Com o reajuste do salário mínimo, o valor do seguro-defeso passa de R$ 1.320 para R$ 1.412.
  • Contribuições mensais dos Microempreendedores Individuais (MEIs): os Microempreendedores Individuais (MEIs) são pessoas que trabalham por conta própria e se enquadram nos requisitos do governo federal. Os MEIs têm que pagar contribuições mensais ao INSS, calculadas com base no salário mínimo. 

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.