MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

SP precisa de doadores de sangue; Ação pode render isenção em concurso público

Bancos de sangue paulista estão em situação de emergência e o estoque opera com apenas 36% da sua capacidade. Veja como doar sangue para ajudar a salvar vidas e, ainda, obter isenção em concurso público

MYLENA LIRA | REDACAO@JCCONCURSOS.COM.BR
Publicado em 12/04/2022, às 16h01

Doar sangue pode gerar isenção em concurso público
Doar sangue pode gerar isenção em concurso público - Divulgação
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Doar sangue pode salvar a vida de até 4 pessoas e, como consequencia desse ato de cidadania, pode render isenção em concurso público na hora de se inscrever para o cargo cobiçado. A Pró-Sangue, vinculada à Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, convoca doadores de sangue porque o estoque opera com apenas 36% da sua capacidade. O cenário é crítico, pois a quantidade não garante o abastecimento dos hospitais por mais de um dia.

Os sangues O-, O+, B- e B+ estão em situação de emergência, pois vão dar para menos de um dia. Já os tipos A+, A- e AB- estão em patamar crítico (para um dia). "A situação é preocupante, as reservas de sangue operam em condições de escassez. Pode haver risco de desabastecimento se o número de doadores não aumentar, comprometendo o tratamento de pacientes internados ou que dependem regularmente de transfusão", informou em nota a insituição.

É preciso fazer o agendamento online da Pró-Sangue por meio do site www.prosangue.sp.gov.br. Com a reforma do posto Clínicas a agenda dos outros locais de doação foi intensificada (Posto Dante Pazzanese; Mandaqui; Osasco, Barueri, Posto Stella Maris; e Carapicuíba). A população pode consultar todos os endereços para a doação no site www.saude.sp.gov.br.

Apenas 1,6% da população brasileira é doadora de sangue. De acordo com a Fundação Pró-Sangue, menos de 11 mil pessoas (10.807) doaram no mês de março. Os interessados em contribuir para o abastecimento dos bancos de sangue paulista, seja com a intenção de obter isenção em concurso público ou só com o objetivo de ajudar a salvar vidas, devem atender aos requisitos abaixo indicados:

  • Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (se for menor de idade, só com autorização dos pais e responsáveis);
  • Estar com a saúde em dia;
  • Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas);
  • Pesar, no mínimo, 50 kg;
  • Apresentar documento original com foto recente (RG, CNH, etc);
  • Não ingrir bebida alcoólica, no mínimo, 12 horas antes da doação; e
  • Não estar em jejum (comer, mas evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação).

Isenção em concurso público via doação de sangue

Não são todos os processos seletivos que contam com esse benefício. Na maioria das vezes, a taxa de inscrição não é exigida de candidatos hipossuficientes, que não conseguem arcar com o custo sem prejudicar o susteto da família. Porém, existem diversas leis municipais e estaduais que garantem a isenção em concurso público para os candidatos doadores de sangue. Em geral, é exigida a comprovação de pelo menos duas doações em 12 meses, mas para mulheres pode ser cobrada apenas uma. 

Essa previsão vem expressa no edital de abertura do concurso, por isso é importante ler com atenção o documento. Quando não estão em tópico específico, as regras de isenção constam na parte de inscrição. O concurso Bombeiros AC, no Acre, e o concurso Câmara de Dourados MS, no Mato Grosso do Sul, são exemplos recentes de certames que garantiam a gratuidade de participação para quem doou sangue. O comprovante de doação é exigido para a concessão do benefício, por isso guarde o documento em local adequado para ter quando preciso. 

Quem não pode doar sangue?

Existem algumas pessoas temporariamente impedidas de doar sangue. Sendo assim, passado o prazo, a doação de sangue em SP é permitida. É o caso de quem está grávida, amamentando (parto há menos de 1 ano), acabou de ter filho (até 180 se foi cesária), está com herpes labial, quem esteve há menos de 12 meses em alguns estados brasileiros ou países com alta prevalência de malária, entre outras ocasiões.

Algumas pessoas, contudo, nunca poderão ser doador. Entre elas quem tem ou teve um teste positivo para HIV, já teve malária, teve hepatite após os 10 anos de idade, tem doença de chagas, é diabético e faz uso de insulina, teve algum tipo de câncer ou apresenta problemas graves no pulmão, coração, rins ou fígado. Todas as situações impeditivas podem ser consultadas no site da Pró-Sangue.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos. 

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.