MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Tendência global: cerca de metade das indústrias brasileiras adotaram o teletrabalho. Veja setores

Conforme o IBGE, o teletrabalho ganhou terreno em várias indústrias. Mudanças foram impulsionadas por diversos fatores, incluindo a busca por maior flexibilidade

Mudanças foram impulsionadas por diversos fatores, incluindo a busca por maior flexibilidade
Mudanças foram impulsionadas por diversos fatores, incluindo a busca por maior flexibilidade - Divulgação/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 28/09/2023, às 11h32

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou os resultados da Pesquisa de Inovação Semestral 2022, revelando mudanças significativas no ambiente empresarial brasileiro. O destaque principal foi a implementação do teletrabalho, com quase metade (47,8%) das empresas industriais com 100 ou mais pessoas ocupadas adotando essa modalidade em algum grau.

O teletrabalho, que se tornou uma tendência global, ganhou terreno em várias indústrias. Na área de administração, 94,5% das empresas que operaram de forma digitalizada em 2022 adotaram o teletrabalho em algum nível.

Essa mudança também foi notável nas áreas de comercialização e desenvolvimento de projetos de produtos, processos e serviços, com 85,7% e 71,4% das empresas adotando o teletrabalho, respectivamente. No entanto, a área de produção mostrou uma menor adesão ao teletrabalho, com apenas 38,7% das empresas adotando essa modalidade em 2022.

Segundo o IBGE, setores como a fabricação de produtos farmacoquímicos e farmacêuticos (83,6%) e fabricação de bebidas (83,2%) lideraram a implementação do teletrabalho, enquanto a confecção de artigos do vestuário e acessórios (28,3%) e fabricação de produtos do fumo (21,2%) foram os setores com menor frequência de adoção dessa prática.

+++ Brasil volta a ocupar o top 50 dos países mais inovadores no mundo. Veja ranking

Mudanças foram impulsionadas por diversos fatores, incluindo a busca por maior flexibilidade

Além do teletrabalho, a pesquisa também destacou a crescente adoção de tecnologias digitais avançadas nas empresas brasileiras. Cerca de 84,9% das empresas industriais com 100 ou mais pessoas ocupadas utilizaram pelo menos uma tecnologia digital avançada em 2022, com a computação em nuvem (73,6%) liderando a lista, seguida pela internet das coisas (48,6%) e robótica (27,7%).

Essas mudanças foram impulsionadas por diversos fatores, incluindo a busca por maior flexibilidade nos processos administrativos, produtivos e organizacionais (89,8%) e o aumento da eficiência (87,6%). No entanto, os altos custos (80,8%), a falta de pessoal qualificado (54,6%) e os riscos econômicos (49,5%) foram citados como os principais desafios na adoção dessas tecnologias.

A segurança da informação também ganhou destaque, com 82,5% das empresas implementando medidas para proteger seus dados em 2022. Entre as medidas mais adotadas estavam o uso de antivírus (98,1%), controle de acesso à rede (96,8%), atualização de software (95%) e backup de dados (93,5%).

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.