MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Uso excessivo DESTE remédio para febre pode causar estrago no fígado

Atenção se você usa ESTE remédio para febre ou para aplacar outras dores temporárias porque pode ter problemas graves de saúde, inclusive risco de overdose

Várias cartelas de remédio
Várias cartelas de remédio - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 26/07/2023, às 20h37

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Atenção se você usa esse remédio para febre ou para aplacar outras dores temporárias. O Paracetamol, um dos medicamentos mais consumidos no mundo, tem sido amplamente utilizado sem a necessidade de receita médica. No entanto, estudos revelam que seu mecanismo de ação ainda é cercado de mistérios, e sua eficácia para o tratamento de diferentes incômodos varia consideravelmente.

Além disso, um alerta importante que vem sendo destacado por especialistas é o risco de overdose, que pode levar a danos graves ao fígado, conforme publicou a BBC News Brasil. Dados apontam que nos Estados Unidos, por exemplo, o consumo anual de Paracetamol chega a cerca de 298 comprimidos por pessoa. No Reino Unido, a média é de 70 unidades por pessoa ao longo de um ano.

A popularidade desse medicamento pode ser atribuída à sua disponibilidade e à ausência de orientações claras sobre os limites de consumo. Ainda que seja amplamente utilizado, o mecanismo exato de ação do Paracetamol não foi completamente esclarecido pelos cientistas. Acredita-se que ele atue no sistema nervoso central e em regiões periféricas com inflamação, possivelmente interferindo em enzimas relacionadas à sensação de dor e ao aumento da temperatura corporal.

Estudos sobre a eficácia do Paracetamol para o tratamento de diferentes condições mostraram resultados variados. Em alguns casos, como no tratamento de dores na lombar, ele não se mostrou mais eficaz do que um placebo. Outros estudos indicaram algum benefício em situações como enxaqueca aguda, dores pós-parto e pós-cirúrgicas, mas os efeitos foram considerados pequenos.

+Qual é a doença de Lula? Presidente foi medicado e fará cirurgia em outubro

Não use esse remédio para febre em excesso

O principal risco associado ao Paracetamol é a overdose, que pode levar à falência hepática aguda. O fígado é responsável por metabolizar o medicamento, e doses acima do recomendado podem gerar uma substância tóxica para o corpo. Nos Estados Unidos, as overdoses de Paracetamol foram a principal causa de falência hepática aguda, com casos acidentais em que as pessoas não estavam cientes de que ultrapassaram o limite diário.

Diante disso, é fundamental seguir as orientações dos profissionais de saúde e respeitar a dose máxima diária indicada para evitar problemas graves relacionados ao fígado. Além disso, é importante ter em mente que o Paracetamol está presente em diversos medicamentos combinados com outras substâncias, o que pode levar à ingestão inadvertida de doses excessivas.

As autoridades de saúde têm emitido alertas e recomendações sobre o uso responsável do Paracetamol. O consumo deve ser feito com cautela, observando a dosagem máxima diária e o intervalo entre as doses, conforme as orientações da bula e de um profissional de saúde.

+Quem tem direito ao Benefício de Prestação Continuada (BPC)? Veja todas as regras

A utilização em excesso de medicamentos como o Paracetamol também levanta questões sobre como essas substâncias podem afetar aspectos sociais e comportamentais das pessoas, como apontado em estudos científicos. Portanto, é importante equilibrar o uso de medicamentos com tratamentos adequados e buscar orientação profissional sempre que necessário.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.