MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Valores a Receber: Cerca de 42% dos casos são de apenas R$ 1; saiba mais

Os casos de até R$ 10 concentram 69,7% do total dos Valores a Receber nesta primeira etapa. Confira a porcentagem de outros casos

REDAÇÃO | REDACAO@JCCONCURSOS.COM.BR
Publicado em 14/03/2022, às 18h47

Valores a Receber: 3,28 bilhões de reais foram distribuídos para 27,3 milhões de pessoas físicas.
Valores a Receber: 3,28 bilhões de reais foram distribuídos para 27,3 milhões de pessoas físicas. - Shutterstock
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

O anúncio do programa Valores a Receber para devolução de valores esquecidos em bancos animou a população brasileira. Chegado o período de consulta e solicitação dos valores, o que era para ser algo empolgante, se tornou uma grande frustração. De acordo com o Banco Central (BC), cerca de 42,8% das liberações para pessoas físicas são de até R$ 1. Os montantes de até R$ 10 concentram 69,7% do total.

O número refere-se ao total de consultas na primeira etapa do Programa de Valores a Receber. Dos 3,9 bilhões de reais inicialmente projetados pelo Banco Central, 3,28 bilhões de reais foram distribuídos para 27,3 milhões de pessoas físicas. O restante, cerca de 620 milhões de reais, é destinado à empresas.

Como há casos em que um mesmo CPF tem mais de um valor a receber, foram realizadas 32,4 milhões de transações. Destes, as transações de até 1 real representaram 13,8 milhões de emissões. Um valor entre 1 real e 10 reais corresponde a 8,7 milhões dos casos.

Foram feitas 36 mil liberações (apenas 0,11% dos casos) com valores entre 10 mil e 100 mil reais. Apenas 1.318 repasses resultaram na liberação de mais de R$ 100 mil (apenas 0,00004% do total).

+ Quase R$ 20 bilhões economizados em bancos com uso do PIX em 2022, diz presidente

Saiba como fazer o agendar o saque do Valores a Receber

A partir desta segunda-feira (14) as pessoas nascidas entre 1968 e 1983 ou empresas abertas nesse período poderão solicitar o saque dos recursos esquecidos em instituições financeiras. O processo deve ser realizado no site de Contas a Receber criado pelo Banco Central para consultar e combinar o saque do saldo remanescente.

As consultas começaram na noite de 13 de fevereiro. Na época, o próprio sistema notificava os usuários com recursos para sacar a data e o horário em que deveriam retornar ao site para marcar uma consulta. O processo segue até sexta-feira (18). Quem perder o prazo ou horário pode responder novamente no sábado (19) das 4h às 12h. Os usuários que perderam a revisão só poderão retornar a partir de 28 de março.

Após solicitação de saque, a instituição financeira terá até 12 dias úteis para efetuar a transferência. Os pagamentos mais rápidos podem ser feitos via PIX. Para efetuar a retirada, o usuário deve possuir uma conta prata ou ouro no Portal Gov.br. 

A autenticação segura para acesso a serviços públicos digitais, as contas Gov.br estão disponíveis para todos os cidadãos brasileiros. O login possui três níveis de segurança: Bronze, que é usado para serviços menos confidenciais; prata, que permite acesso a muitos serviços digitais; e Gold, que permite acesso a todos os serviços digitais.

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.