Órgão define organizadora de concurso

O prazo para a publicação do edital se esgota nessa quinta-feira, dia 13.

Redação
Publicado em 10/08/2009, às 14h15

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) definiu a Funrio (Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino e Assistência à Escola de Medicina e Cirurgia e ao Hospital Universitário Gaffrée e Guinle) como a empresa organizadora do concurso que oferecerá 750 vagas de agente. O prazo para a publicação do edital se esgota nessa quinta-feira, dia 13.

Para concorrer a uma das oportunidades, é necessário que o candidato tenha nível superior completo em qualquer área, ao contrário do que era cobrado anteriormente (nível médio), pois, no ano passado, uma lei sancionada pelo vice-presidente da República, José de Alencar, alterou a escolaridade do cargo.

Não há, ainda, uma definição sobre como as vagas serão distribuídas, mas, segundo a autorização da seleção, o edital não poderá prever oportunidades para os estados do Pará e de Mato Grosso, já que um concurso realizado em 2008 para essas duas localidades ainda está em andamento.

Ainda de acordo com a autorização, a previsão é de que o provimento dos cargos comece a partir de abril de 2010.

Concurso anterior – O último concurso realizado pela PRF, em 2007, foi cercado de polêmicas. A seleção, que oferecia 340 vagas para candidatos com o nível médio, ficou suspenso por alguns meses, pois, no dia em que a prova seria aplicada, em 9 de dezembro de 2007, um homem foi flagrado tentando vender avaliação e gabarito por R$ 40 mil, em São João do Meriti, no Rio de Janeiro.

Após a rescisão de contrato com a organizadora do concurso, o Núcleo de Computação Eletrônica (NCE) da Universidade Federal do Rio de Janeiro, e a contratação de uma nova empresa, o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB), as inscrições foram reabertas, e as provas, aplicadas no segundo semestre de 2008.


Juliana Pronunciati/SP

Comentários

Mais Lidas