Vagas previstas são de analista, técnico e perito

Expectativa é que Planejamento autorize em breve a realização de concurso para analista e técnico do Seguro Social. Câmara dos Deputados também aprovou projeto de lei que cria 500 vagas de perito médico no órgão.

Redação
Publicado em 05/07/2010, às 11h21

A expectativa é que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), vinculado ao Ministério da Previdência Social (MPS), realize novo concurso em breve. A assessoria de imprensa da Previdência informou que o pedido de abertura de seleção já foi encaminhado ao Ministério do Planejamento e o INSS aguarda agora a autorização da pasta para lançar o processo seletivo. Segundo a assessoria, foram solicitadas duas mil vagas para técnico e analista.

O cargo de técnico do Seguro Social exige dos interessados nível médio, enquanto a carreira de analista é voltada a profissionais com graduação superior completa. Para analista, são oferecidas oportunidades em diversas especialidades e também para graduados em qualquer área. De acordo com nota veiculada no portal de notícias do Ministério da Previdência, atualmente, as remunerações iniciais correspondem a R$ 2.676,44 para técnico e a R$ 4.667,65 para analista. Nas duas carreiras, os servidores recebem ainda gratificação de desempenho.

Última seleção – Em 2008, o INSS lançou concurso que visava preencher duas mil vagas, das quais 1.400 eram para técnico e 600 para analista. As ofertas para analista abrangiam as áreas de arquitetura, arquivologia, biblioteconomia, ciências da computação, ciências atuariais, comunicação social, direito, engenharia (várias especialidades), estatística, pedagogia, psicologia e terapia ocupacional, além de chances para formados com qualquer curso superior. Na época, os salários eram de R$ 1.989,87 para técnico e de R$ 2.243,78 para analista.

Este processo seletivo ficou sob a responsabilidade do Cespe/UnB, que cobrou taxas de R$ 47 (técnico) e R$ 56 (analista). Os participantes passaram por exame objetivo composto por 150 questões de conhecimentos básicos, complementares e específicos.

Projeto de lei – No dia 30 de junho, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei nº 5914/09, que cria 500 cargos para perito médico previdenciário no INSS. O documento já havia sido aprovado por três outras comissões da casa e seguirá agora para o Senado. Se aprovado, o projeto será encaminhado para a sanção ou veto do presidente da República.

As 500 novas oportunidades previstas no projeto de lei deverão ser preenchidas através de concurso. O documento também prevê a implementação de cargos de confiança e comissionados no INSS.

Em janeiro deste ano, o INSS publicou edital para 500 vagas de perito, que exige graduação completa em medicina e registro no Conselho Regional de Medicina (CRM). As chances eram para todo o Brasil e o salário correspondia a R$ 4.149,89. Também organizado pelo Cespe/UnB, a taxa era de R$ 60. Todos os inscritos enfrentaram prova objetiva com 50 perguntas de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos.

Talita Fusco/SP

Veja também:

Polícia Federal: órgão solicita 480 vagas ao Planejamento

SEE/SP: goldman autoriza 1.203 vagas para oficial

Comentários

Mais Lidas