Auditores

Concurso Sefaz AL 2019 segue em fase de ajustes finais

Seleção do novo concurso Sefaz AL 2019 (Secretaria da Fazenda de Alagoas) pode ter oportunidades ampliadas para 85 nas carreiras de auditor fiscal e auditor de finanças e controle

Fernando Cezar Alves
Publicado em 27/05/2019, às 15h15 - Atualizado em 21/06/2019, às 15h28

Sede da Secretaria da Fazenda do Alagoas
Fecomércio

concurso público Sefaz AL 2019 (Secretaria da Fazenda AL) segue em fase de ajustes finais. Em 27 de maio, o governador Renan Filho, chegou a anunciar que a liberação ocorreria em um prazo de 15 dias, ainda na primeira quinzena de junho, o que acabou não se concretizando. De qualquer forma, quem pretende concorrer deve ficar atento, pois a liberação não deve demorar.  Em fevereiro, o procurador geral do Estado, Francisco Malaquias de Almeira Júnior, anunciou que a oferta de vagas, inicialmente definida em 80, pode ser ampliada para 85 postos. Na ocasião, também antecipou que a seleção deverá ter o Cebraspe como banca organizadora, o que ainda não foi oficializado. A expectativa é de que alguma informação neste sentido seja anunciada em breve.

Caso confirmada a ampliação das vagas, as 45 destinadas para o cargo de auditor fiscal da receita estadual deverão ser ampliadas para 60, enquanto para auditor de finanças e controle de arrecadação o total deve ser diminuído de 35 para 25. Para as duas carreiras é necessário possuir formação de nível superior para o ingresso, com iniciais de R$ 11,5 mil para auditor fiscal e R$ 8 mil para auditor de finanças.   

Saiba como foi o último concurso da Sefaz Al

A última seleção para o cargo de fiscal da Sefaz AL ocorreu em 2002, quando também foram oferecidas oportunidades para os cargos de agente controlador de arrecadação e técnico de finanças, todos com exigência de  nível superior.

A organizadora, na ocasião, foi o Cespe/UnB  e para os três cargos a prova objetiva foi composta de 40 questões, sendo 20 de conhecimentos gerais e 20 de conhecimentos específicos.

No caso de fiscal de tributos, a parte de conhecimentos gerais incluiu temas de língua portuguesa, matemática financeira e estatística básica, direito, conhecimentos de informática, economia e finanças públicas e ética no serviço público. Já em conhecimentos específicos, contabilidade geral, legislação tributária estadual e direito tributário.

Para agente controlador de arrecadação, em conhecimentos básicos, os temas foram sobre língua portuguesa, matemática financeira e estatística básica, noções de direito, noções de finanças públicas, ética no serviço público e contabilidade geral. Em conhecimentos específicos, noções de legislação tributária estadual, noções de direito tributário e tecnologia da informação.

Por fim, para técnico de finanças, em conhecimentos gerais: língua portuguesa, matemática financeira e estatística, noções de legislação tributária estadual e de direito, conhecimentos em informática e ética no serviço público. Em conhecimentos específicos: contabilidade e auditoria e economia, gestão e finanças públicas.

Veja como estão regulamentados os concursos do Alagoas

E importante ressaltar que, em 31 de dezembro de 2016, Renan Filho promulgou a lei ordinária 7.858, que estabelece normas gerais para a realização de concursos públicos no estado.

Alei determina os pontos indispensáveis que deverão constar nos editais dos novos concursos, no sentido de garantir a lisura no processo de realização dos certames.    

Entre os diversos pontos estipulados, a lei determina que o prazo de inscrições dos concursos realizados pelo estado deverá ser de, no mínimo, 30 dias, contando da data de publicação do edital de abertura de inscrições.  Veta a realização de concursos para cargos cuja necessidade de pessoal seja menor que 5% do total do quadro, bem como a realização de concursos somente para formar cadastro reserva de pessoal.

Também garante reserva de 20% das vagas para candidatos portadores de deficiências e  a isenção para quem estiver desempregado há mais de um ano, comprovar estar inscrito em programas de assistência social dos governos federal, estadual ou municipal  ou comprovar doação de sangue nos últimos seis meses

Material de estudo para o concurso

Quem busca se preparar para o concurso Sefaz AL pode estudar através de apostilas especializadas, além de cursos online e presenciais ou assinatura por tempo ilimitado.

Vale ressaltar que, antes de iniciar os estudos, é importante ver se o conteúdo programático está de acordo com o novo edital ou, caso ele ainda não tenha sido divulgado, se está elaborado com base no conteúdo programático do último edital publicado pela Sefaz AL, desde que a organizadora seja a mesma do novo concurso.

Existem bancas examinadoras que aplicam diferentes critérios, como questões de múltipla escolha, caráter eliminatório ou certo/errado. Portanto, a atenção aos detalhes é fundamental para o seu melhor rendimento no processo de seleção. Também fique atento aos diferenciais oferecidos, a quem são os professores e os materiais de apoio disponibilizados. 

Os professores especializados em concursos costumam dizer que estudar com provas anteriores é sempre uma ótima opção para ganhar experiência e conhecer o estilo de prova da organizadora.

 

Mais Lidas