MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Flexibilidade é mais importante que salário, segundo pesquisa

Apenas 1% dos entrevistados responderam que o salário é fator decisivo na hora de aceitar uma proposta de emprego

Flexibilidade é prioridade pra os profissionais
Flexibilidade é prioridade pra os profissionais - Freepik
Victoria Batalha

Victoria Batalha

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 24/03/2023, às 09h01 - Atualizado às 09h06

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Por mais que possa parecer fora do comum, uma pesquisa realizada pela Robert Half, revelou muitos profissionais, principalmente os qualificados, benefícios com flexibilidade é mais importante no momento de escolher um emprego do que os salários. Os dados são do Guia Salarial 2023 da empresa recrutadora. 

43% dos profissionais entrevistados responderam que o modelo de trabalho é mais importante quando estou procurando uma vaga de emprego; 32% responderam que se preocupam com os salários; e 14% priorizam a reputação da empresa. 

Além disso, o relatório mostrou que nesse cenário pós-pandemia, o trabalho remoto não é mais apenas um benefício. 77% disseram que o modelo de trabalho remoto um modelo e não uma exceção ou benefício dado para empresa, principalmente para profissionais que ocupam cargos mais altos. 

O estudo também demonstrou que 57% das empresas oferecem o modelo de trabalho híbrido, 33% estão no modelo presencial e apenas 10% adotam o modelo remoto. Porém, 75% dos líderes ouvidos disseram que o trabalho flexível ajuda a atrair novos talentos para as empresas.

As empresas que voltaram para o trabalho 100% presencial nesse cenário perderam talentos, foi o que 42% responderam. 39% dos profissionais responderam que vão procurar por outras vagas caso não consigam ter flexibilidade nos cargos atuais. 

Salário não é tão importante

Os profissionais valorizam tanto os benefícios como o de flexibilidade, que 57% consideram como um fator decisivo na hora de aceitar uma proposta de emprego. Porém, 42% já não consideram como um fator decisivo. Apenas 1% acham que o salário é o mais importante. 

Além disso, a pesquisa também separou quais são os benefícios mais procurados pelos profissionais, sendo:

  • Assistência Médica;
  • Vale-alimentação; 
  • Vale-refeição;
  • Previdência Privada;
  • Assistência odontológica.

Das empresas entrevistadas, 68% responderam que um dos maiores desafios é encontrar profissionais qualificados e 76% estão preocupados com a atração de novos talentos. Por isso, as companhias estão criando estratégias, como: 51% enfatizam a oportunidade de desenvolvimento e treinamentos; 48% avisam quando o trabalho é remoto ou flexível; 31% promovem ações sobre ética e valores corporativos. 

Siga o JC Concursos no Google News

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.