MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Para as profissionais, trabalho híbrido não é um benefício flexível

Mulheres entrevistadas responderam que chegariam a pedir demissão ou trocar de emprego caso a empresa não ofereça trabalho híbrido

Mulher trabalhando de home office sentada no chão
Mulher trabalhando de home office sentada no chão - Freepik
Victoria Batalha

Victoria Batalha

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 09/03/2023, às 10h16 - Atualizado às 10h20

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Muitas empresas oferecem trabalho híbrido como um benefício flexível para os seus funcionários, porém, segundo uma pesquisa feita pela IWG, esse modelo de trabalho se tornou um benefício nada negociável para as colaboradoras

53% das entrevistadas responderam que o trabalho híbrido facilitou e deu mais confiança para se candidatarem a cargos sêniores. 72% disseram que trocaram de emprego caso a empresa não oferecesse esse modelo de trabalho. 

A pesquisa chamada de Empowering Women in the Hybrid Workplace (O empoderamento das mulheres no trabalho híbrido, em tradução livre), da IWG, a flexibilidade se tornou algo essencial. Quase todas as profissionais, 88%, disseram que o trabalho híbrido funciona de forma que permite equalizar o local de trabalho. Além disso, 66% responderam que passaram a sentir menos preconceito no emprego, seja por gênero ou outros fatores. 

Esse modelo de trabalho, que se divide entre dias presenciais e em home office (trabalho remoto), deu liberdade para que as trabalhadoras tomassem decisões importantes para suas carreiras profissionais, já que o sistema híbrido permite um equilíbrio entre vida pessoal e profissional. 

62% responderam que consideram tentar outra vaga se essa oferecer mais flexibilidade; 48% consideram mudar de carreira para ter esse benefício; e 47% acreditam que modelo híbrido foi o responsável pela mudança completa de setor. 

Trabalho híbrido permitiu crescimento

58% das entrevistadas disseram que o trabalho híbrido permitiu um crescimento em suas carreiras, as tornando mais produtivas e eficientes. 47% responderam que isso permitiu a aprender sobre os demais cargos da empresa e 38% comentaram uma visibilidade maior como liderança em cargo sênior. 

Outro fator notado pela pesquisa, é que o modelo híbrido é fundamental para reter e atrair talentos, principalmente para líderes em Recursos Humanos. 72% das mulheres responderam que procurariam outro emprego caso a empresa não oferecesse um cronograma híbrido e 40% chegaram a responder que pediriam demissão caso não fosse colocado em prática esse modelo. 

Os benefícios do trabalho híbrido não são apenas profissionais, 49% das profissionais disseram que esse modelo permitem que explorem passatempos e 75% conseguem ter mais equilíbrio entre a vida profissionais e pessoal, já que evitam gastos desnecessários e não perdem tempo com deslocamento. 

Siga o JC Concursos no Google News

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.