MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Segundo pesquisa, as profissionais brasileiras recebem menos que os homens

Conforme a pesquisa, mulheres recebem menos que os colegas homens mesmo em setores que tenham predominância feminina

Mulheres recebem menos que homens no mercado de trabalho
Mulheres recebem menos que homens no mercado de trabalho - Freepik
Victoria Batalha

Victoria Batalha

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 08/03/2023, às 07h58 - Atualizado às 08h06

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Neste dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, ainda é necessário falar em assuntos como a diferença salarial entre profissionais homens e mulheres. Conforme uma pesquisa realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), as profissionais brasileiras recebem 21% a menos do que os seus colegas do gênero oposto. Em média, as mulheres recebem um salário de R$ 2.305,00, enquanto os homens recebem R$ 2.909,00. 

Os dados foram divulgados na última segunda-feira, 6 de março e possui como base a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (PnadC), feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Até mesmo em setores em que mulheres representam a maioria dos profissionais, elas acabam recebendo menos do que seus colegas do gênero masculino. Em áreas como serviços domésticos, onde 91% vagas são para mulheres, o salário é 20% menor do que dos homens. Já na educação, serviços sociais e saúde, onde 75% dos profissionais são mulheres, elas recebem 32% a menos em comparação aos seus colegas. 

Ainda se mantendo no setor de atividades domésticas, as mulheres que com menos educação recebem R$ 819; ensino fundamento incompleta R$ 972; ensino fundamental completo R$ 1.092,00; com médio incompleto R$ 926; com médio completo R$ 1.087,00; superior incompleto R$ 1.120,00; superior completo R$ 1.257,00.

Já os homens que atuam na mesma área, recebem com menos educação R$ 1.061,00; ensino fundamental incompleto R$ 1.226,00; fundamento completo R$ 1.386,00; médio incompleto R$ 986; médio completo R$ 1.470,00; superior incompleto R$ 1.156,00; superior completo R$ 1.771,00.

A disparidade continua nas áreas de educação, saúde e serviços sociais. Mulheres com ensino superior completo recebem R$ 4.063,00 enquanto os homens com o mesmo grau de educação chegam a receber salários de R$ 6.331,00.

Mulheres são responsáveis pelos lares

Ainda segundo o estudo do Dieese, na maioria dos domicílios brasileiros são chefiados por mulheres. De 75 milhões de lares, 50,8% das famílias possuem lideranças femininas. Já os lares com homens, o número é de 49,2%. 

Sobre a renda das famílias, lares com casais com e sem filhos recebem em média R$ 4.987,00 e R$ 4.898,00, respectivamente. Em famílias com mulheres não negras e com filhos, a renda cai para R$ 3.547,00 e se a mulher for negra e com filhos, a renda diminui para R$ 2.362,00.

Famílias chefiadas por homens não negros e com filhos, a renda familiar é de R$ 4.860,00 e com homem negro, com filhos, a renda cai para R$ 2.923,00. 

Siga o JC Concursos no Google News

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.