Mercado é “extremamente promissor”

Executivo ao JC&E que setor de petróleo e gás terá aumento de demanda por profissionais qualificados.

Redação
Publicado em 08/09/2008, às 11h03

Em entrevista ao JC&E, Lairton Corrêa de Souza (foto), gerente de Gestão do Efetivo da Petrobras afirma que novas descobertas irão aquecer atividades no setor de petróleo e gás e aumentarão demanda  por  profissionais qualificados

JC&E – Inicialmente, gostaria que explicasse se o único caminho para trabalhar na Petrobras é, de fato, via concurso público?

Lairton Corrêa de Souza – Em atendimento à legislação brasileira, o ingresso nos quadros de pessoal da Petrobras está condicionado à aprovação do candidato em Processo Seletivo Público e as vagas são definidas de acordo com as necessidades administrativas, operacionais e as metas e objetivos definidos no plano estratégico da companhia.

JC&E – Há atividades na Petrobras que podem ser executadas por trabalhadores não concursados?

Lairton Corrêa de Souza – A companhia não contrata mão-de-obra, e sim prestadoras de serviços. As contratações de serviços na Petrobras são pautadas nas orientações legais estabelecidas.

JC&E – O jovem que quer um dia trabalhar na Petrobras deve obter formação em quais áreas? Quais são os cursos específicos disponíveis ao público, nos níveis técnico e superior, para as áreas demandadas pela empresa?

Lairton Corrêa de Souza – A   cada   processo  seletivo  são  definidos  os  requisitos  de  formação necessários ao atendimento das vagas. Pelo  porte,  complexidade  e  abrangência  de suas atividades, a Petrobras  admite  o  aproveitamento  de profissionais com as mais diversas formações, tanto no nível técnico como de graduação de nível superior.

JC&E – Recentemente, em entrevista ao nosso jornal, um profissional do Lenep (Laboratório de Engenharia e Exploração do Petróleo), ligado à Universidade Estadual do Norte Fluminense, disse que faltam profissionais qualificados no setor. A Petrobras tem dificuldade para contratar profissionais qualificados na área de Petróleo?

Lairton Corrêa de Souza – A   Petrobras   não  encontra  dificuldades  para  captação  de profissionais   qualificados   no   mercado   para  atendimento  das  vagas identificadas. O  Plano  Estratégico  2020,  da  Petrobras,  aponta projetos para mapear a demanda  e  oferta  de  profissionais  em  áreas  críticas. O estudo poderá indicar  ações  da  companhia,  caso identificado um cenário de escassez de mão-de-obra.

JC&E – Na sua visão, quais são as principais deficiências daqueles profissionais que chegam para trabalhar na Petrobras? Há carência de conhecimentos em quais áreas?

Lairton Corrêa de Souza – Por meio de processos seletivos públicos, a companhia consegue prospectar  no mercado profissionais com excelente nível técnico. Em alguns cargos,  em  função  das  peculiaridades  das  atividades  desenvolvidas, é necessário  que  o  empregado  recém  admitido  seja  submetido a cursos de formação  para complementação de conhecimentos indispensáveis à atuação dos profissionais nas atividades da Petrobras.


JC&E – Faltam cursos específicos para trabalho no setor de petróleo e gás?

Lairton Corrêa de Souza – O  mercado  atual  provê  a  necessidade  da  Petrobras de forma adequada.  Naqueles cargos onde o conhecimento não é disponibilizado,  a  companhia  forma profissionais internamente, por meio da Universidade
Petrobras, que  tem  papel  fundamental no processo de desenvolvimento dos empregados,  orientando e avaliando as ações de treinamento direcionadas ao fortalecimento  dos  conhecimentos  essenciais para os negócios, bem como à consolidação dos valores culturais. É a maior  universidade  corporativa  do país e uma das maiores do mundo e já ganhou diversos prêmios, inclusive internacionais.

JC&E – A Petrobras tem plano de carreira para seus funcionários?

Lairton Corrêa de Souza – Sim, a Petrobras possui plano de carreira. É uma das empresas que mais  investe  na capacitação dos seus empregados, criando oportunidades de desenvolvimento  e  de  crescimento,  tanto  na  carreira técnica quanto na carreira gerencial. Na sua política de Recursos Humanos, a Petrobras possui modernas  formas  de  reconhecimento  e recompensa pelo desempenho, além de monitorar  comportamentos e tendências dos mercados de trabalho, oferecendo oportunidade a todos os empregados para ascensão funcional.

JC&E – Qual a remuneração média de um profissional contratado pela Petrobras? A empresa oferece quais outros benefícios?

Lairton Corrêa de Souza – Considerando o último processo seletivo realizado, a remuneração mínima  para cargos de nível médio variou de R$ 1.390,35 a R$ 2.019,01 e de nível superior, de R$ 4.453,73 a R$ 4.798,64.

Entre  os  benefícios  oferecidos  pela  Petrobras,  ressalto o plano de assistência   multidisciplinar   de   saúde,   extensivo  aos  dependentes; participação  nos  lucros  e  resultados;  benefícios educacionais; além de plano  de  previdência  complementar,  que tem como objetivo o pagamento de benefícios complementares àqueles oferecidos pela Previdência Social.

JC&E – Como você avalia o mercado na área de petróleo e gás em termos de ofertas de vagas?

Lairton Corrêa de Souza – Extremamente promissor. Com as novas descobertas, o aquecimento da  atividade  no  setor  só  irá  aumentar  a  demanda  por  profissionais qualificados, principalmente nas áreas de engenharia, geologia, geofísica e química do petróleo, além das áreas de nível técnico.


Rogerio Jovaneli/SP

Comentários

Mais Lidas