Tudo Sobre

Concurso Profissões e Cursos

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Melhorando os processos na indústria



Redação
Publicado em 29/01/2007, às 12h23

Considerada a menos tecnológica das Engenharias, a área de Engenharia de Produção – bem mais abrangente e genérica, já que engloba um conjunto maior de conhecimentos e habilidades – dedica-se ao estudo de processos industriais integrados de forma global, avaliando os aspectos técnicos, sociais e econômicos da produção.

Os profissionais desse segmento associam o conhecimento técnico, característico das diversas especialidades dentro da Engenharia, às áreas de Administração e Economia, de maneira a projetar, implantar e melhorar os chamados sistemas integrados de produção nas empresas. O objetivo principal é aumentar a eficiência em todos os aspectos: humano, material e financeiro.

“É caracterizada como uma engenharia de métodos e processos, sem vinculação com um sistema específico. Ela trata do planejamento, projeto, implantação e controle de sistemas produtivos, buscando a integração de homens, máquinas e equipamentos com seu ambiente sócio-econômico-ecológico”, explica a professora Jane Luchtenberg Vieira (foto), coordenadora do curso de Engenharia de Produção da Universidade Anhembi Morumbi. E continua: “a Engenharia de Produção ocupa um vácuo entre as engenharias e a administração, uma vez que esta última busca uma visão global das empresas, no entanto carece de uma bagagem técnica nos meios de produção”.

CURSO

O curso superior de Engenharia de Produção tem duração média de cinco anos. De acordo com a coordenadora da Universidade Anhembi Morumbi, o curso ministrado na referida instituição possibilita que ao final dos dois primeiros anos de estudo o aluno receba o Certificado de Formação Específica (Graduação Modulada) em “Planejamento e Controle de Operações Logísticas”, tornando-o apto a ingressar no mercado de trabalho.

“A proposta do curso contempla as áreas de Qualidade, Engenharia de Produto, Pesquisa Operacional, Estratégias e Organizações, Gerência do Produto, Ergonomia e Segurança do Trabalho, Sistemas da Informação, Gestão Econômica, da Tecnologia e Ambiental”, relata Jane, que completa: “o estágio curricular obrigatório é acompanhado por professor da área, proporcionando orientação técnica ao aluno”. Veja algumas das atribuições do profissional da área:

* integrar e otimizar os recursos físicos, humanos e financeiros, de forma a produzir com eficiência e menor custo, visando melhorias contínuas;
* planejar e coordenar o ciclo total de desenvolvimento de uma indústria, melhorando seus resultados, agilizando a distribuição de seus produtos e os sistemas de fluxo e flexibilidade de estoques de suas unidades;
* programar e controlar a produção e os processos logísticos, gerenciando as operações de materiais e equipamentos;
* conceber novos produtos e processos, planejar a instalação de fábricas, determinando sua localização e o espaço físico da construção;
* incorporar conceitos e técnicas da qualidade em todo o sistema produtivo, tanto nos seus aspectos tecnológicos quanto organizacionais, aprimorando produtos e processos, e produzindo normas e procedimentos de controle e auditoria;
* acompanhar atentamente os avanços tecnológicos, colocando-os a serviço das empresas;
* compreender a interrelação dos sistemas de produção com o meio ambiente, tanto no que se refere a utilização de recursos escassos quanto à disposição final de resíduos e rejeitos, atentando para a exigência de sustentabilidade.

Rogerio Jovaneli
Reportagem/SP

+ Resumo do Concurso Profissões e Cursos

Profissões e Cursos
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Não definido
Escolaridade: Ensino Médio
Faixa de salário:
Estados com Vagas: AC, AL, AM, AP, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RO, RR, RS, SC, SE, SP, TO

+ Agenda do Concurso

29/01/2008 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas