MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Auxílio Brasil: veja número de beneficiários do programa social do governo

Confira o número de beneficiários do programa social do governo, o Auxílio Brasil; Datafolha aponta insatisfação em relação aos valores pagos

Jean Albuquerque | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 31/03/2022, às 16h36

Veja número de beneficiários do Auxílio Brasil
Veja número de beneficiários do Auxílio Brasil - JC Concursos
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

O Programa Auxílio Brasil beneficiou cerca de 18 milhões de famílias em março, de acordo com dados do Ministério da Cidadania. O auxílio que substituiu o Bolsa Família, a depender de critérios, também concede auxílio gás, auxílio inclusão e tarifa social de energia. 

O valor mínimo é o de R$ 400, o beneficiário pode procurar informações sobre o valor e o calendário de pagamento em dois aplicativos: o Auxílio Brasil, que foi desenvolvido especificamente para o programa social, e também o Caixa Tem, usado para quem possui conta poupança digital no banco. 

Estão elegíveis para receber o benefício as famílias com renda per capita de até R$ 100, consideradas em situação de extrema pobreza, aqueles com renda per capita de até R$ 200, consideradas em condição de pobreza. 

+++ Fundo Eleitoral de 4,9 Bilhões! Quem paga esta conta? Entenda

Veja número de beneficiários do Auxílio Brasil 

Um levantamento realizado pelo Datafolha revelou que o Auxílio Brasil cobre quase um quarto da população brasileira. No entanto, a maioria dos beneficiários afirmaram que os valores recebidos são insuficientes. 

A pesquisa mostrou que 23% da população brasileira residem em domicílios que são atendidos pelo programa. A presença do benefício consegue ser maior entre os brasileiros com renda mensal de até dois salários mínimos, R$ 2.424, o que inclui a população que é público alvo do programa, com pessoas recebendo o auxílio também em outros segmentos. 

O estudo do Datafolha ouviu 2.556 pessoas em 181 municípios, entre os dias 22 e 23 de março. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. 

Os segmentos que mais sofreram com a crise econômica e a pandemia, são os que mais têm concentração de beneficiários. Segundo o Datafolha, afirmam receber o auxílio 41% dos desempregados, 33% dos assalariados sem carteira assinada e 29% dos autônomos.

Beneficiários estão insatisfeitos com os valores 

Mesmo com a oferta do auxílio, 68% disseram que os valores são insuficientes, seguido de apenas 29%, considerando suficiente. O descontentamento chega a ser maior com as famílias de baixa renda, isto é, em famílias com ganhos mensais de até dois salários mínimos, 71% afirmam que os benefícios são insuficientes. 

Confira os grupos que mais estão insatisfeitos com os valores:

  • Desempregados (72%); 
  • Trabalhadores autônomos (71%); 
  • Donas de casa (74%);
  • Desocupados e os que não estão à procura de emprego (84%). 

Auxílio Brasil: é possível manter o benefício permanente?

De acordo com a Medida Provisória (MP), nº 1.061/2021, o Auxílio Brasil aprovado por unanimidade no Senado ainda no final de 2021, funciona em caráter permanente, dependendo apenas do beneficiário atender às condições para a concessão do auxílio. As famílias que já recebem o Bolsa Família foram automaticamente migradas para o novo auxílio. 

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.