MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Chuvas fortes provocam alagamentos em várias cidades; Saiba como se proteger nessa situação

O fim de semana de Carnaval foi marcado por chuvas fortes em diversas cidades. O litoral norte de São Paulo foi uma das regiões mais afetadas e registra pelo menos duas mortes

Homem anda em rua alagada
Homem anda em rua alagada - Divulgação/Agência Brasil
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 19/02/2023, às 20h05

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Como já havia alertado o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o fim de semana de Carnaval foi marcado por chuvas fortes em diversas cidades das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. O litoral norte de São Paulo foi uma das mais afetadas, com alagamentos, deslizamentos e estradas bloqueadas.

O ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, anunciou hoje (19), por meio de suas redes sociais, que visitará amanhã (20) o litoral norte, onde morreram pelo menos duas pessoas vítimas dos desastres naturais, sendo uma criança de 7 anos de idade e uma mulher de 40 anos.

Mais cedo, a prefeitura de São Sebastião informou que uma casa com três crianças dentro havia desabado na Praia da Baleia. Não há informações sobre as vítimas. O governador do estado, Tarcísio de Freitas, também se desloca para a região para acompanhar as ações de socorro.

Segundo a Defesa Civil de São Paulo, três das quatro cidades do litoral norte de São Paulo tiveram, nas últimas 24 horas, o volume de chuva esperado para todo o mês de fevereiro. Em São Sebastião, o volume nas últimas 24 horas foi o dobro da média esperada para o mês.

A Defesa Civil Nacional está se deslocando para a região, que abrange os municípios de Caraguatatuba, Ilha Bela, São Sebastião e Ubatuba, nas próximas horas para dar apoio às ações. O ministro Waldez Góes afirmou que a pasta fará, de “forma sumária”, o reconhecimento de situação de emergência em São Sebastião, uma das cidades mais afetadas pelos temporais.

+Restituição do IR 2022: cerca de 179 mil vão receber R$ 250 milhões em lote residual

Chuvas fortes: medidas de autoproteção

Para evitar os impactos catastróficos que podem ser desencadeados pelas chuvas fortes, A Defesa Civil Nacional indica medidas que devem ser adotadas antes, durante e após os temporais. Confira:

Antes 

  • Coloque documentos e objetos de valor em sacos plásticos bem fechados e em local protegido e de fácil acesso
  • Coloque móveis e utensílios em locais altos
  • Desligue os aparelhos elétricos, o quadro geral de energia e feche o registro de entrada de água
  • Tenha sempre lanternas e pilhas em condições de uso. Não use velas ou lamparinas devido ao risco de incêndio
  • Se houver risco de deslizamentos na região onde você mora, fique atento a qualquer sinal de rachaduras no terreno ou nas paredes
  • Monte um kit com água potável, roupas e remédios caso tenha que deixar a casa com urgência
  • Cadastre-se para receber alertas. Envie um SMS para o número 40199, informando o CEP de sua residência

Durante

  • Feche bem as portas e janelas
  • Auxilie crianças, idosos e pessoas com dificuldade de locomoção próximas a você
  • Evite contato com a água de alagamentos, pois pode estar contaminada e provocar doenças
  • Nunca atravesse ruas alagadas, porque a força da água poderá arrastá-lo
  • Não pare o carro perto de árvores ou postes, porque eles podem cair ou atrair raios
  • Se houver qualquer sinal de movimentação no terreno, procure um local seguro
  • Se precisar deixar o endereço, procure abrigos indicados pela prefeitura ou casas de parentes e amigos

Após 

  • Se a chuva alagar sua casa, lave e desinfete o chão, paredes, objetos caseiros e roupas atingidas. Use luvas e botas ou sacos plásticos duplos nas mãos e pés
  • Raspe toda a lama e retire o lixo do chão, das paredes, dos móveis e dos utensílios
  • Não use água de fontes naturais e poços depois do alagamento, porque podem estar contaminados
  • Volte para casa durante a luz do dia

O órgão também orienta que nunca se atravesse pontes, ruas ou avenidas alagadas, mesmo estando de carro, moto ou bicicleta. Se estiver no trânsito, utilize os serviços de rádio ou aplicativos para traçar rotas que evitem áreas alagadas. Preferencialmente, procure um locar alto e espere o nível da água baixar.

+Cartão de benefícios para aposentados deve ser lançado em março; Entenda

Inundações e enxurradas

Os desastres naturais hidrológicos também incluem as inundações e as enxurradas. O primeiro é caracterizado pela submersão de áreas fora dos limites normais de um curso de água em zonas que normalmente não se encontram submersas. O transbordamento ocorre de modo gradual, geralmente ocasionado por chuvas prolongadas em áreas de planície. Veja aqui quais cuidados ter em caso de inundações.

Já as enxurradas ocorrem devido ao escoamento superficial de alta velocidade e energia, provocado por chuvas intensas e concentradas, normalmente em pequenas bacias de relevo acidentado. O desastre é caracterizado pela elevação súbita das vazões de determinada drenagem e transbordamento brusco da calha fluvial, além de apresentar grande poder destrutivo. Clique aqui para saber o que fazer em caso de enxurradas.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.