MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Combustível mais barato? Petrobras abandona reajustes dolarizados e do PPI

Petrobras surpreende o mercado ao abandonar paridade de preços com o dólar e adotar nova estratégia comercial para os combustíveis

Combustível mais barato? Petrobras abandona reajustes dolarizados e do PPI
Freepik
Victor Meira

Victor Meira

victor@jcconcursos.com.br

Publicado em 16/05/2023, às 10h48

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

A Petrobras surpreendeu o mercado ao anunciar hoje uma nova estratégia comercial que põe fim à paridade de preços do petróleo com o dólar e o mercado internacional. A empresa afirmou que os reajustes nos preços dos combustíveis continuarão a ser feitos, porém, sem uma periodicidade definida, a fim de evitar o repasse imediato da volatilidade das cotações internacionais e da taxa de câmbio para os preços internos.

De acordo com a estatal, a nova abordagem se baseará em referências de mercado, considerando o custo alternativo do cliente como um valor a ser priorizado na precificação, além do valor marginal para a própria Petrobras. 

+LIBERADO! Piso salarial da enfermagem já pode ser pago; Verba é de R$ 7,3 bilhões

O custo alternativo do cliente abrange as principais alternativas de suprimento, incluindo tanto fornecedores de produtos semelhantes como de produtos substitutos.

Por sua vez, o valor marginal será determinado pelo custo de oportunidade, considerando as diversas alternativas disponíveis para a companhia, como a produção, importação e exportação do produto em questão, bem como os petróleos utilizados no refino.

Segundo a Petrobras, essa mudança permitirá à empresa maior flexibilidade para praticar preços competitivos, aproveitando suas melhores condições de produção e logística, e competindo diretamente com outros atores que comercializam combustíveis no Brasil, como distribuidores e importadores.

+Dinheiro em papel: avanço do Pix diminui circulação de cédulas no Brasil

Essa decisão marca uma quebra com a política anterior, na qual os preços internos dos combustíveis eram diretamente atrelados às taxas internacionais, incluindo os preços globais do petróleo e as flutuações cambiais. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) havia prometido mudar essa política como parte de seus esforços para tornar o combustível mais acessível para a população.

Essa mudança na estratégia comercial da Petrobras certamente terá um impacto significativo no mercado de combustíveis do país, mas ainda é incerto como exatamente isso se refletirá nos preços para os consumidores finais.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.