MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Confiança do empresário industrial tem recuo em março de 2022. Entenda os fatores

Em março de 2022 em comparação ao mês passado, a confiança do empresário industrial teve recuo segundo dados divulgados pela CNI; Entenda os fatores

Jean Albuquerque | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 14/03/2022, às 16h28

Confiança do empresário industrial tem recuo em março de 2022
Confiança do empresário industrial tem recuo em março de 2022 - Agência Brasil - Arquivo
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

A confiança do empresário industrial teve recuo de 0,4 ponto em março deste ano quando comparado ao mês anterior. Os dados são do Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) e foram divulgados nesta segunda-feira (14) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O recuo ocorreu após a quase instabilidade do índice em janeiro. Com a queda, ele passou de 55,8 pontos em fevereiro para 55,4 pontos no mês seguinte.Entenda os fatores. 

O índice do ICEI consiste na média de dois componentes, o índice de Condições Atuais e o índice de Expectativas, que busca avaliar o cenário do empresariado nos próximos seis meses. Neste caso, o índice varia de zero a 100 pontos. 

+ Ipea aponta queda no afastamento do trabalho cai no final de 2021 e queda na desigualdade

Confiança do empresário industrial tem recuo. Veja os fatores 

O índice pode ser medido da seguinte maneira: 

  • Valores acima de 50 pontos indicam confiança do setor de indústria
  • Valores mais próximos a zero provocam uma menor confiança 

Quanto maior de 50 pontos, mais é disseminada a confiança do empresariado. De acordo com a CNI, aponta para um leve recuo da confiança em relação ao mês de fevereiro. "Apesar da queda, a indústria segue confiante em março de 2022, pois segue acima da linha divisória dos 50 pontos, que separa a confiança da falta de confiança", disse a entidade.

Ainda segundo a CNI, o principal fator para a manutenção da percepção da confiança, o Índice de Expectativas, teve recuo de quase 0,6% em março, chegando a 58,6 pontos. Para a confederação, o percentual indica que para os próximos seis meses, as expectativas serão um pouco mais fracas e menores que em fevereiro. 

No entanto, o Índice de Condições Atuais também caiu 0,2 pontos por causa de uma piora na percepção em relação às condições atuais das próprias empresas por parte dos empresários, obtendo um recuo de 50,6 pontos para 49,6 pontos, tendo resultado inferior a linha de 50 pontos e agravando ainda mais a diminuição da confiança dos empresários deste setor. 

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.