MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

DOC sai de cena: tudo o que você precisa saber sobre o fim das transferências bancárias

Segundo Febraban o DOC será desativado no país no próximo dia 15 de janeiro; PIX se consolida como principal meio de transferência bancária do país

Notas de dinheiro
Notas de dinheiro - Divulgação JC Concursos
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 08/01/2024, às 14h52

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

No próximo dia 15 de janeiro, o Documento de Ordem de Crédito (Doc) será desativado no Brasil, segundo informações da Federação Brasileira de Bancos (Febraban). 

Essa modalidade de transferência bancária, criada em 1985, foi um importante marco na história dos meios de pagamento no país, mas foi gradualmente substituída por alternativas mais modernas e eficientes.

O principal motivo para o fim do Doc é a popularização do Pix, sistema de transferências e pagamentos instantâneos criado pelo Banco Central (BC) em 2020. 

📲 Junte-se ao canal de notícias do JC Concursos no WhatsApp

O Pix oferece uma série de vantagens em relação ao Doc, como:

  • Disponibilidade 24 horas por dia, 7 dias por semana
  • Liquidação instantânea
  • Sem limite de valor
  • Tarifas mais baixas

Em 2023, o Pix já era o meio de pagamento mais utilizado no Brasil, com mais de 17,6 bilhões de operações realizadas no primeiro semestre do ano. O Doc, por sua vez, somou apenas 18,3 milhões de operações no mesmo período.

O fim do Doc representa um marco na evolução dos meios de pagamento no Brasil. A desativação dessa modalidade demonstra que os brasileiros estão cada vez mais aderindo a alternativas mais modernas e convenientes.

+ Quer trabalhar com cibersegurança? Aproveite as vagas do programa Hackers do Bem

O futuro das transferências bancárias

Com o fim do Doc, o Pix se consolida como o principal meio de transferência bancária no Brasil. O sistema oferece uma série de vantagens que o tornam a opção preferida dos consumidores e das empresas.

No entanto, é importante destacar que o Pix não é a única alternativa disponível. As transferências via TED também continuam sendo uma opção viável, especialmente para operações de valores mais elevados.

Além disso, é possível que novas modalidades de transferência bancária surjam no futuro. O Banco Central, por exemplo, está estudando a possibilidade de criar um novo sistema de transferências instantâneas com a capacidade de processar pagamentos de valores mais elevados.

Independentemente do futuro, o fim do Doc representa uma mudança significativa na forma como os brasileiros realizam transferências bancárias.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.