MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Elon Musk pede pausa em pesquisas nas inteligências artificiais por competir com a mente humana

Apesar das críticas contra as inteligências artificiais, Elon Musk já foi um dos donos da OpenAI, empresa do Chat GPT

Elon Musk pede pausa em pesquisas nas inteligências artificiais por competir com a mente humana
Freepik
Victor Meira

Victor Meira

victor@jcconcursos.com.br

Publicado em 29/03/2023, às 22h58

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O bilionário sul-africano, Elon Musk, é conhecido por incentivar o desenvolvimento de tecnologia. Afinal de contas, ele é CEO da Tesla, empresa pioneira dos carros elétricos, e da Space X, fabricante de foguetes e que tem projetos para emigrar até Marte. 

Apesar deste histórico, Musk e outros líderes do setor tecnologia assinaram uma carta de intenção pedindo a interrupção de pesquisas que envolvem as inteligências artificiais. A principal justificativa para isso é que elas competem com a inteligência humana. 

+Ministério da Saúde anuncia milhares de vagas no programa Mais Médicos

Essa carta trata-se do Future of Life Institute, que é uma organização sem fins lucrativos com sede em Cambridge, Massachusetts, que faz campanha pelo desenvolvimento responsável e ético da inteligência artificial. Seus fundadores incluem o cosmólogo do MIT, Max Tegmark, e o cofundador do Skype, Jaan Tallinn.

Os sistemas de IA contemporâneos estão se tornando competitivos em tarefas gerais, e devemos nos perguntar: devemos deixar que as máquinas inundem nossos canais de informação com propaganda e falsidade?”, diz a carta. 

Outras mensagens de destaque da carta é que ela traz questionamentos sobre automatização de trabalhos intelectuais, desenvolvimento de mentes não humanas que podem eventualmente substituir as pessoas e ainda ter o risco de perder o controle da civilização. 

+Alimentos preparados na Páscoa estão ainda mais caros este ano; confira

A carta também relata que as empresas de tecnologia não tem competência social para desenvolver uma tecnologia de inteligência artificial, que pode provocar uma nova revolução tecnológica, sem a anuência de autoridades políticas ou sem ter passado pelo anuência de cargos públicos eletivos, como deputados, senadores e presidente da República. 

Essa não é a primeira vez que Elon Musk se posiciona contra a inteligência artificial. Ele já afirmou que a tecnologia é um dos “maiores riscos” para a civilização. 

Curiosamente, o dono do Twitter foi um dos fundadores da OpenAI, empresa desenvolvedora do Chat GPT, a principal inteligência artificial do mercado. Ele saiu do conselho da companhia em 2018 e não tem mais nenhuma participação na empresa. 

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil  no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.