MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Flávio Dino EXPLICA visita ao Complexo da Maré. Assista!

Ministro da Justiça, Flávio Dino, explicou com detalhes, nesta terça-feira (28), na CCJ da Câmara a sua ida ao Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. Veja

Flávio Dino fala na CCJ sobre ida ao Complexo da Maré, no Rio de Janeiro
Flávio Dino fala na CCJ sobre ida ao Complexo da Maré, no Rio de Janeiro - Bruno Spada/Câmara dos Deputados
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 28/03/2023, às 20h00

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, explicou com detalhes, nesta terça-feira (28), a sua ida ao Complexo da Maré, no Rio de Janeiro, no último dia 15. Ele foi acusado pelos deputados Eduardo Bolsonaro (PL-SP) e Otoni de Paula (MDB-RJ) de ter feito acordo com traficantes para visitar a comunidade. 

Bem-humorado e irônico, sendo interrompido por diversas vezes com fake news, o ministro esteve por quatro horas hoje na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), da Câmara dos Deputados. 

Dino calou a oposição com convites para participar presencialmente das próximas visitas, além de reforçar que todo encontro e visita à Maré foi publicizado na mídia. Ele ainda afirmou que todos os "parlamentares do Rio de Janeiro já foram ao Complexo da Maré. Se não foram deveriam ir". 

+ Caixa libera saque do FGTS de até R$ 6,2 mil para DUAS novas CIDADES

Ministro afirma que oposição quer criminalizar os mais pobres 

"Quando chega em campanha eleitoral, todo mundo lembra de ir nas favelas e nas periferias e ninguém pergunta se ali há crime organizado ou não, mas agora o que se verifica a tentativa viu de criminalizar não o ministro da justiça, de criminalizar aquela população", defende Dino. 

Dino também acrescenta que as pessoas que moram em localidades em vulnerabilidade são indefesas e nem todos são criminosos. "Isso é um preconceito contra as pessoas mais pobres do país. Preconceito contra quem mora em bairro popular. E eu tenho a obrigação como Ministro da Justiça e Segurança Pública de reagir contra esse ataque a essa as pessoas, cidadãos, cidadãs do nosso país", acrescenta. 

Sobre a visita, o chefe da pasta informou ainda que já recebeu outro convite e que irá quantas vezes o chamarem. "Porque não é favor é dever e não sou traidor dos meus compromissos com a sociedade. Farei audiências públicas similares nas comunidades mais pobres simples do Brasil. Porque afinal são os destinatários da segurança pública", justifica. 

"Nós temos a situação em quê? Uma reunião pública realizada a quinze metros da avenida Brasil e previamente comunicada à Polícia Civil do Rio de Janeiro, a Polícia Militar do Rio de Janeiro ao de bombeiro do Rio de Janeiro, a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal, era uma reunião com o Comando Vermelho?", questiona. Você pode conferir o vídeo completo, com o discurso do ministro abaixo:  

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.