Justiça determina reajuste salarial para trabalhadores da CPTM; Greve pode ser suspensa

As paralisações das linhas 11 Coral, 12 Safira e 13 Jade da CPTM estão agendadas para amanhã (20). Mas a entidade sindical pode suspender as paralisações devido a proposta apresentada pelo TRT 2

Victor Meira | victor@jcconcursos.com.br
Publicado em 19/07/2021, às 11h54

None
Divulgação CPTM

O TRT 2 (Tribunal Regional do Trabalho da 2º Região) determinou o reajuste salarial para os ferroviários que atuam nas linhas 11 Coral, 12 Safira e 13 Jade da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), em uma audiência de conciliação, realizada no último domingo (18). Inclusive, o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona da Central Brasil tinha anunciado uma paralisação das linhas para amanhã (20).

Após a audiência entre as partes, o TRT 2 apontou que o reajuste concedido deve ser de 3,63% para o ano base de 2020 e 6,36% para o ano atual. O sindicato informou que os salários dos funcionários da CPTM não eram reavaliados desde 2019. 

Além do reajuste salarial, a justiça determinou que a CPTM elabore, em até 20 dias, a folha e o efetivo pagamento dos valores atrasados, retroativos a 01 de março de 2021. Caso não faça, a companhia terá que pagar uma multa diária de R$ 50 mil. 

O sindicato da categoria tem até 12 horas para confirmar se as linhas da CPTM irão paralisar ou não. Caso paralise, elas estão agendadas para a próxima terça-feira, 20 de julho.

Greve de outras linhas da CPTM

Vale lembrar que na última quinta-feira (15), a circulação dos trens nas linhas 07 Rubi, 08 Diamante, 09 Esmeralda e 10 Turquesa foi paralisada devido a uma ação de grevistas. Os servidores destas linhas são representados por uma outra entidade sindical. 

As linhas foram normalizadas normalmente após uma proposta do governo estadual de realizar o pagamento de 50% do plano de participação dos resultados em 10 de agosto, e o restante, com multa, em janeiro de 2022.

Comentários

Mais Lidas