MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Lula continua na frente, mas Bolsonaro e Ciro crescem, enquanto Moro cai, indica CNT/MDA

O candidato Ciro Gomes (PDT) ultrapassa a preferência eleitoral do ex-juiz Sérgio Moro (Podemos). Mas Lula e Bolsonaro continuam disparados na frente

Victor Meira - victor@jcconcursos.com.br
Publicado em 21/02/2022, às 15h28

Lula continua na frente, mas Bolsonaro e Ciro crescem, enquanto Moro cai, indica CNT/MDA
Lula continua na frente, mas Bolsonaro e Ciro crescem, enquanto Moro cai, indica CNT/MDA - Fotos com divulgação Facebook e Alan Santos/PR
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

O ex-presidente Luiz Inácio “Lula” da Silva (PT) continua na frente na corrida presidencial, agendada para outubro, conforme aponta a pesquisa eleitoral CNT/MDA, nesta segunda-feira (21). O candidato petista tem 42,2%  da preferência do eleitorado, ante 42,8% na pesquisa anterior feita em dezembro. 

Lula tem uma diferença de 14 pontos à frente do presidente Jair Bolsonaro (PL), que tem 28%. No último mês do ano, o atual mandatário tinha 25,6%.

Na briga da terceira via, o candidato Ciro Gomes (PDT) soma 6,7%, ante 4,9% na pesquisa anterior, enquanto o  ex-juiz Sergio Moro (Podemos) aparece com 6,4%, ante 8,9% em dezembro, e os demais possíveis candidatos não têm nem 2%.

A pesquisa foi encomendada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), o instituto MDA ouviu 2.002 pessoas entre os dias 16 e 19 de fevereiro. A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

2º turno e avaliação do governo

O CNT/MDA também realizou perguntas relacionadas a um eventual 2º turno. Se a disputa fosse entre Lula e Bolsonaro, o pernambucano venceria por 53,2% contra 35,3% -- na pesquisa anterior o petista tinha 52,7% contra 31,4%.

A pesquisa também questionou sobre a avaliação que os entrevistados têm sobre o governo Bolsonaro.  25,9% dos entrevistados disseram ter uma visão positiva da gestão, ante 26,5% em dezembro. Por outro lado, 42,7% das pessoas avaliaram de forma negativa, contra 47,9%. O percentual dos que veem o governo como regular é de 30,4%, ante 24,2% no levantamento anterior.

Além disso, 33,9% disseram aprovar o desempenho pessoal de Bolsonaro, contra 33,2% na pesquisa anterior, e 61,4% desaprovam, ante 62,3% em dezembro.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.