MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Lula vai retomar horário de verão, extinto por Bolsonaro? Abrasel faz apelo

O Ministério de Minas e Energia (MME) divulgou sua posição sobre a possível retomada do Horário de Verão no Brasil, que teria o apoio de comércios e da população em geral

Presidente Lula à esquerda e o ex-presidente Bolsonaro à direita
Presidente Lula à esquerda e o ex-presidente Bolsonaro à direita - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 25/09/2023, às 20h44

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Ministério de Minas e Energia (MME) divulgou na última sexta-feira (22) sua posição sobre a possível retomada do Horário de Verão no Brasil. Diante da manifestação do órgão federal, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) fez um apelo ao presidente Lula.

A discussão em torno da retomada do horário de verão, extinto em 2019 durante o governo Bolsonaro, tem gerado debate sobre seus benefícios e impactos. O MME avaliou que, até o momento, não há necessidade de implementar o horário de verão em 2023.

De acordo com o ministério, o planejamento estratégico adotado nos primeiros meses do governo proporcionou uma estabilidade nos níveis de Energia Armazenada nos reservatórios, mantendo-os acima de 70% nas regiões Sul, Norte, Sudeste e Centro-Oeste, mesmo no período tipicamente seco.

Função do horário de verão

O Horário de Verão, criado em 1931, tinha como objetivo principal reduzir o consumo de energia elétrica durante o horário de pico, que costumava ser em torno das 18h, promovendo uma economia de energia com a utilização da luz natural.

No entanto, nos últimos anos, o Ministério de Minas e Energia identificou uma mudança nos hábitos de consumo de energia, com maior demanda no período da tarde, principalmente devido ao aumento do uso de aparelhos de ar condicionado.

+Lula vai deixar a presidência por problemas de saúde; Saiba mais sobre a doença

Carta ao presidente Lula

Diante desse cenário, a Abrasel enviou uma carta ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, e ao ministro do Turismo, Celso Sabino, expressando seu apoio à retomada do horário de verão e apresentando os benefícios que essa medida traria, especialmente para o setor de bares e restaurantes. 

No documento, a Abrasel ressaltou que a adoção do horário de verão impacta diretamente no faturamento dos estabelecimentos, podendo gerar um crescimento entre 10% e 15%. Em um momento em que o setor ainda se recupera das perdas causadas pela pandemia, a implementação da medida beneficiaria um segmento que gera emprego e renda para milhões de brasileiros.

Além disso, a Abrasel destacou que o horário de verão impulsionaria a economia, principalmente no comércio e no turismo, já que os turistas tendem a aproveitar melhor os destinos, estendendo suas atividades até mais tarde.

Paulo Solmucci, presidente da Abrasel, enfatizou: "O retorno do horário de verão proporcionaria mais tempo de luz natural durante os dias, o que favorece o consumo e a frequência de clientes nos estabelecimentos, além de trazer mais movimento e segurança às cidades de um modo geral. Além disso, seria favorável para todo o país, afinal contribui para a economia de energia e reduz custos operacionais nas empresas, mesmo que não estejamos no momento com risco de desabastecimento."

Apoiando o pedido da Abrasel, o empresário Luciano Hang, proprietário da rede de lojas Havan, também destacou os benefícios do horário de verão para o comércio e a sociedade. Ele afirmou: "Essa decisão visa não só economizar energia, mas contribui para melhorar a economia, gerar mais desenvolvimento e, consequentemente, mais emprego e renda. Essa uma hora a mais cria oportunidades para as pessoas aproveitarem melhor o dia, estimulando o turismo de lazer e compras. Mais de 70 países também utilizam o horário de verão, o que reforça a influência positiva dessa medida."

+INSS antecipa perícia médica para pagamento do auxílio doença

População também é favorável

A população brasileira também se manifestou sobre o tema no final do ano passado, quando o presidente Lula realizou uma enquete em uma rede social. Na ocasião, 66,2% dos votantes se mostraram favoráveis ao retorno do horário de verão, enquanto 33,8% se posicionaram contra. Mais de 2,3 milhões de pessoas participaram da votação informal.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.