MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Mercado de trabalho começa o ano com saldo positivo com a abertura de 83,3 mil vagas

Mais uma vez, o setor de serviços liderou a geração de emprego no mês de janeiro, com a abertura de 40,6 mil postos de trabalho

Mercado de trabalho começa o ano com saldo positivo com a abertura de 83,3 mil vagas
Agência Brasilj
Victor Meira

Victor Meira

victor@jcconcursos.com.br

Publicado em 09/03/2023, às 17h28

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, divulgou nesta terça-feira (9) os dados referentes à abertura de postos de trabalho com carteira assinada em janeiro deste ano. 

Segundo o relatório, foram criados 83.297 empregos formais no período, indicando uma queda em relação ao mesmo mês do ano passado, quando foram gerados 155.178 postos de trabalho. Os números sem ajuste não consideram declarações entregues em atraso pelos empregadores.

+Internet Grátis: governo anuncia 1 milhão de chips pelo CadÚnico. Veja como solicitar

A desaceleração econômica e o fechamento de vagas temporárias no comércio foram apontados como os principais fatores para a redução na criação de empregos formais em janeiro de 2023. 

O indicador, que mede a diferença entre contratações e demissões, sinaliza uma queda na oferta de trabalho com carteira assinada, mas ainda representa uma abertura de vagas no mercado de trabalho brasileiro.

Embora tenha havido uma queda na criação de empregos formais em janeiro deste ano em comparação ao mesmo período do ano passado, houve uma melhora significativa em relação a dezembro de 2022, quando o mercado de trabalho brasileiro registrou o fechamento de 440.669 postos de trabalho com carteira assinada.

+Fraude no concurso da Polícia Penal do DF: PCDF investiga crime em quatro estados

De acordo com os dados do Caged, em janeiro deste ano, quatro dos cinco setores pesquisados registraram aumento no nível de emprego formal. O setor de serviços liderou as estatísticas, com a criação de 40.686 postos de trabalho, seguido de perto pela construção civil, que gerou 38.965 novas vagas. Em terceiro lugar, a indústria (de transformação, de extração e de outros tipos) também apresentou uma melhora significativa, com a criação de 34.023 postos de trabalho.

A agropecuária também contribuiu positivamente para a criação de empregos formais em janeiro, com a abertura de 23.147 vagas. Apenas o setor do comércio apresentou um resultado negativo, devido ao fechamento de vagas temporárias típico do início de ano, com o fechamento de 53.524 postos de trabalho com carteira assinada.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.