MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Ministro anuncia fiscalização em postos de gasolina para assegurar novos preços

Segundo a Petrobras, a estatal reduzirá o preço médio do diesel em R$ 0,44 por litro e R$ 0,40 da gasolina

Ministro anuncia fiscalização em postos de gasolina para assegurar novos preços
Freepik
Victor Meira

Victor Meira

victor@jcconcursos.com.br

Publicado em 17/05/2023, às 22h22

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, revelou hoje que a Agência Nacional de Petróleo (ANP) irá intensificar a fiscalização nos postos de gasolina, com o objetivo de assegurar a redução dos preços dos combustíveis nas bombas. Essa medida surge logo após a Petrobras anunciar a diminuição do preço médio do diesel e da gasolina para as distribuidoras.

Segundo a Petrobras, o preço médio do diesel será reduzido em R$ 0,44 por litro, passando de R$ 3,46 para R$ 3,02, enquanto o preço médio da gasolina terá uma redução de R$ 0,40 por litro, caindo de R$ 3,18 para R$ 2,78. Esses novos valores serão aplicados pelas distribuidoras.

+STJ permite fornecimento de medicamento à base de canabidiol a paciente em Pernambuco

"Teremos a mão firme do governo para que o preço chegue na bomba. O brasileiro tem que ser beneficiado por esse esforço do governo do presidente Lula de impulsionar e criar uma política nacional de preços dos combustíveis justa com o povo brasileiro", afirmou o ministro em entrevista concedida ao programa A Voz do Brasil, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

Ele também destacou que reuniões com a ANP foram realizadas para discutir os detalhes da fiscalização e enfatizou que não haverá tolerância com aqueles que buscarem explorar essa conquista da redução de preços.

+Concurso Funai para 502 vagas: servidores comemoram, mas denunciam problemas

Petrobras anuncia redução nos preços da gasolina e fim do PPI

Ontem, a Petrobras anunciou uma nova estratégia comercial para a definição dos preços de diesel, gasolina e gás, aprovada pela diretoria executiva da empresa. 

Essa nova estratégia põe fim à política do Preço de Paridade de Internacional (PPI), que vinculava os preços médios dos combustíveis vendidos pela Petrobras às distribuidoras às variações do mercado internacional e outros fatores, com o objetivo de proteger a empresa contra riscos operacionais do setor.

O ministro Alexandre Silveira criticou o PPI, argumentando que essa política representava uma barreira para a Petrobras se tornar mais competitiva e cumprir seu papel social conforme estabelecido em lei. 

"Não fazia nenhum sentido e amarrava a maior petroleira do Brasil em um preço de referência que, muitas vezes, impedia a Petrobras de ser competitiva, inclusive dentro do Brasil. Ela tem que, além de ser uma empresa estável, ter lucro natural para se tornar cada vez mais moderna, competitiva e perene, tem que cumprir seu papel social", ressaltou. 

A fiscalização nos postos de gasolina, em conjunto com a nova estratégia comercial da Petrobras, são medidas que visam garantir a redução dos preços dos combustíveis e promover uma política de preços justa para os consumidores brasileiros.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.