Nascidos em maio: auxílio emergencial é pago para 3,8 milhões de pessoas

Mais de R$ 1,7 bilhões de reais foram depositados como auxilio emergencial nas contas poupança digitais

Redação
Publicado em 12/10/2020, às 08h00 - Atualizado às 09h26

site da Caixa Tem - auxilio emergencial
Divulgação

Governo libera e auxilio emergencial foi depositado neste último domingo (11) na conta de cerca de 3,8 milhões de pessoas. Dessa vez, os favorecidos foram pessoas sem renda durante a pandemia, nascidas no mês de maio. O crédito foi feito nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal a beneficiários que fazem parte do ciclo 3 de pagamentos.

Auxilio emergencial

Desse total, 1,5 milhão de pessoas receberão R$ 900 milhões referentes as parcelas regulares de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras). Os demais 2,3 milhões serão contemplados com a primeira parcela do auxílio emergencial extensão de R$ 300 (R$ 600 para mães solteiras), num total de R$ 800 milhões. Ao todo, o banco depositará R$ 1,7 bilhão. 

Nessa etapa, os beneficiários podem movimentar o auxílio apenas por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de boletos, compras com cartão de débito virtual em sites e compras por meio de código QR (versão avançada do código de barras) em estabelecimentos parceiros.

Aqueles que recebera a quantia ontem (11) só terão o recurso disponível para saque em 21 de novembro de 2020. A partir dessa data, o beneficiário poderá retirar o auxílio emergencial no caixa eletrônico, nas agências da Caixa ou usar o aplicativo Caixa Tem para transferir o dinheiro da conta poupança digital para uma conta corrente, sem o pagamento de tarifas.

 

Próximos beneficiados

Na terça-feira (13), será a vez de 4 milhões de beneficiários nascidos em agosto do ciclo 2 sacarem a quinta parcela do auxílio emergencial. O dinheiro havia sido depositado nas contas poupança digitais em 23 de setembro, num total de R$ 2,6 bilhões.

Regras para o auxilio emergencial

Para receber o benefício, o trabalhador precisa cumprir alguns requisitos, são eles:

Comentários

Mais Lidas