MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Novo Lockdown? Alta de casos da Covid-19 impõe confinamento temporário em Xangai

Alto contágio da Covid-19 pela nova variante ômicron impõe confinamento temporário em Xangai, na China; é possível ter um novo lockdown? Entenda

Jean Albuquerque | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 27/03/2022, às 21h04

Novo Lockdown? Alta de casos da Covid-19 impõe confinamento temporário em Xangai
Novo Lockdown? Alta de casos da Covid-19 impõe confinamento temporário em Xangai - Divulgação - AFP
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

O alto contágio da Covid-19 por conta da variante ômicron tem sido observado no mundo. Mas será que é o momento para se preocupar? É possível ter um novo lockdown? Esses são os questionamentos diante do confinamento temporário imposto neste domingo (27) pelas autoridades locais da cidade de Xangai, na China. 

A maior cidade da China vai confinar metade de sua população por cinco dias, na região leste, a partir desta segunda-feira (28), para fazer testes e observar como irá se comportar a nova variante do vírus responsável pelo alto contágio. A partir de 1º abril, o mesmo acontecerá com parte da região oeste. 

+++ Governo aprova novas regras para grávidas durante a pandemia. Veja como funciona

Novo epicentro do vírus na China 

A metrópole de Xangai tem se tornado nos últimos dias, o epicentro de uma nova onda de contágios em toda a China, que começou a ficar intensa no início de março. 

Foram anunciados pela Comissão Pública de Saúde 4.500 novos casos nas últimas 24 horas, um número mil a menos do que vinha sendo registrado nos dias anteriores, mas muito acima da média dos últimos dois anos.  

A cidade da China evitou adotar o confinamento total para proteger a economia tanto nacional quanto internacional, mas as autoridades pedem para que os habitantes fiquem em casa e também pediu para que todos os empregados dos setores público e privado, que não trabalham em serviços essenciais que não saiam de suas casas. 

A nova onda de contágio tem sido vista com nervosismo pelas autoridades chinesas, principalmente em outra cidade, em Hong Kong, que já atingiu um grande número de vítimas entre os idosos que não se vacinaram. 

Novo lockdown: O Brasil pode ser afetado? 

Neste domingo (27) o Brasil registrou 29.842.418 casos de Covid-19 e 686.071 mortes pelo vírus desde o início da pandemia, segundo o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde. Há 28.497.468 casos de recuperados e 686.071 casos em acompanhamento.

Nas últimas 24 horas, foram registrados 10.239 novos casos e 177 mortes, os dados não incluem informações do Distrito Federal e dos estados do Mato Grosso e do Tocantins.

Boletim epidemiológimo da Covid-19 - Ministério da Saúde
Situação epidemiológica da Covid-19 no Brasil - Imagem: Ministério da Saúde

 

O país tem vivido um relaxamento das restrições sanitárias, com vários estados dispensando o uso obrigatório de máscaras em locais públicos e privados, além da liberação de eventos de grande e pequeno porte, em locais públicos ou privados, sem a restringir a capacidade máxima.

Dentre os estados, São Paulo é o que tem maior número de casos, 5.232.374, e de mortes 167.110. Seguido por Minas Gerais com 3.317.401 casos e Paraná com 2.407.960 casos. Pode ser observado o menor número de casos nos estados do  Acre com 123.808, Roraima com 155.062 e Amapá registrando 160.328 casos.

A região sudeste lidera os números relacionados a mortes, com Rio de Janeiro tendo 72.695 óbitos e Minas Gerais registrando 60.767 mortes. Os menores números são registrados no Acre com 1.992 óbitos, Amapá com 2.122 e Roraima tendo 2.144 mortes.  

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.