MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Novo piso salarial: confira profissões que ganharam reajustes neste ano

Além do aumento superior a 10% do novo salário mínimo, alguns profissionais contam com novo piso salarial estabelecido para a categoria em 2022; confira os beneficiados

Mylena Lira | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 06/02/2022, às 18h22 - Atualizado às 19h10

Novo piso salarial: trabalhador guarda dinheiro no bolso
Novo piso salarial: trabalhador guarda dinheiro no bolso - Divulgação
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

O ano de 2022 começou com novidades para os trabalhadores. Todos que atuam com carteira assinada, em regime CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), podem ser beneficiados pelo aumento do salário mínimo, que subiu 10,18% e passou de R$ 1.100 para R$ 1.212 em janeiro deste ano. Além disso, algumas profissões específicas ganharam novo piso salarial.

De acordo com dados da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o Brasil tem um dos piores salários mínimos do mundo, ficando melhor posicionado apenas que o México. Contudo, trata-se apenas de uma base, pois os Estados podem definir salários iniciais maiores. No Paraná e em Santa Catarina, por exemplo, o salário regional fica acima do federal.

Entretanto, diversas carreiras têm seu piso próprio e não dependem da atualização do salário mínimo. É o caso do profissional de magistério, já contemplado com aumento salarial em 2022. A portaria de eleva a remuneração dos docentes foi assinada no último dia 4. Confira abaixo mais detalhes sobre o novo piso salarial do professor, enfermeiro e vigilante, profissões que receberam reajuste neste ano:

+Saiba como é feito o cálculo do salário mínimo 2022 por dia e hora de trabalho

Novo piso salarial do professor

Profissionais do magistério ganharam um reajuste salarial de aproximadamente 33%, o que eleva a remuneração inicial de R$ 2.886 para R$ 3.800. O reajuste já vale para o salário de janeiro, que deverá ser pago no mês de fevereiro. Caso Estados e Municípios não paguem na folha de janeiro, deverão efetuar o pagamento de forma retroativa depois. O novo piso salarial deve refletir no aumento dos vencimentos também dos docentes aposentados.

O anúncio do reajuste foi divulgado oficialmente, em 27 de janeiro de 2022, pelas redes sociais do presidente Bolsonaro, que já assinou a portaria que eleva o piso dos professores:

Tem direito ao aumento quem leciona na educação básica (ensino infantil, fundamental e médio) de escolas estaduais ou municipais e também que atua com:

  • direção ou administração;
  • planejamento;
  • inspeção;
  • supervisão;
  • orientação; e
  • coordenação educacionais.

Todas essas atividades são de competência dos profissionais do magistério público, conforme prevê a Lei Federal nº 11.738/2008. Ficam de fora do novo piso salarial secretários e merendeiros, por exemplo, além de professores de escolas particulares, que têm autonomia para acordar salário com valor diferente, ainda que menor. Veja mais detalhes clicando aqui.

Novo piso salarial da enfermagem

Profissionais da saúde que estão na linha de frente do combate contra a Covid-19 desde o início da Pandemia do coronavírus também vão contar com nova remuneração. O novo piso salarial para enfermeiros, técnicos, auxiliares de enfermagem e parteiras chega a R$ 4.700, de acordo com novo valor fixado pelo Senado.

Os R$ 4.700 serão devidos aos enfermeiros. Para técnicos de enfermagem vão receber 70% desse valor, o que corresponde a R$ 3.200. Já auxiliares de enfermagem e parteiras passarão a ganhar R$ 2.350, a metade (50%) do repassado aos técnicos. Hoje, a remuneração média dos enfermeiros é inferior a dois salários mínimos (R$ 2.424). Portanto, o novo piso salarial deve quase dobrar o salário desses profissionais.

Todavia, diferentemente do novo piso do professor, ainda não há data para os serviços de saúde começarem a pagar os novos valores. O aumento está previsto no Projeto de Lei 2564/20, mas o texto ainda está em análise na Câmara dos Deputados.

Novo piso salarial para vigilante

De acordo com informações da convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira no cargo de vigilante, e dados registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e do Trabalho, do Ministério da Economia, houve reajuste de 4,50% no salário desses profissionais.

A função de vigilante se enquadra em algumas categorias. São elas: trabalhadores dos serviços; vendedores do comércio em lojas e mercados; trabalhadores nos serviços de proteção e segurança; vigilantes e guarda de segurança. A partir dos índices do INPC, o piso salarial para vigilante em 2022 sofre reajuste diferente em cada estado.

O Distrito Federal paga o melhor salário da categoria: R$ 2.132,67. O segundo melhor pagador é o Estado de Minas Gerais (R$ 1.757,16), seguido do Paraná (R$ 1.716,73). Em contrapartida, o salário mais baixo para vigilante é verificado, atualmente, na Paraíba (R$ 1.116,71).

++++Acompanhe outras notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.