MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

PL altera regras do processo de reconhecimento de suspeitos de crimes; entenda

As fotografias são o principal foco do PL nas mudanças do reconhecimento de suspeitos de crimes. Confira como vai funcionar o processo na prática

Pedro Miranda* | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 25/04/2022, às 18h36

As fotografias são o principal foco do projeto de lei nas mudanças do reconhecimento de suspeitos de crimes
As fotografias são o principal foco do projeto de lei nas mudanças do reconhecimento de suspeitos de crimes - Divulgação
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

O processo de reconhecimento de suspeitos de crimes terá novas regras com o Projeto de Lei 676/21, já aprovado pelo Senado. O texto agora em análise na Câmara dos Deputados, altera o Código de Processo Penal (CPP). Com as mudanças, será proibida a apresentação de fotografias que se refiram somente a pessoas suspeitas ou integrantes de álbuns de suspeitos.

A medida destaca ainda a proibição de fotografias extraídas de redes sociais, restritas a amigos ou associados conhecidos de suspeitos já identificados ou de suspeitos de outros crimes semelhantes, bem como a apresentação informal dessas fotos. Segundo o senador Marcos do Val (Podemos-ES), autor da proposta, um grande número de inocentes foram condenados apenas com base em fotografias.

Ele observou que, segundo um estudo do Colégio Nacional dos Defensores Públicos Gerais e da Defensoria Pública do Rio de Janeiro, 83% dos presos injustamente eram negros. Além disso, de acordo com a proposta, a investigação deve continuar mesmo em caso de confirmação porque "outras provas externas serão necessárias".

Se as regras não forem seguidas, a Lei estabelece que nenhuma inadmissibilidade positiva pode ser usada como elemento de informação ou prova.

+++Passageiro é preso com mais de 9Kg de cocaína em atuação da PF e Receita Federal

Veja como deve funcionar o reconhecimento de suspeitos de crimes

Atualmente, o CPP decidiu que, entre outras medidas, "se possível", o suspeito será colocado ao lado de alguém "que tenha alguma semelhança" para que a polícia "convide qualquer pessoa que precise ser identificada para indicá-lo". Com base na proposta em análise, quem deve identificar:

  • Será convidado a descrever a pessoa que deva ser reconhecida, com uso de relato livre e de questões abertas, “vedado o uso de perguntas que possam induzir ou sugerir a resposta”;
  • Detalhará a distância e o tempo durante o qual visualizou o rosto do eventual suspeito, bem como as condições de visibilidade e iluminação no local;
  • Responderá se algum eventual suspeito lhe foi anteriormente exibido ou se, de qualquer modo, teve acesso ou visualizou previamente alguma imagem dele.

O texto recomenda que tais identificações sejam gravadas em vídeo "na medida do possível". No caso de identificação positiva por fotografia, todas as imagens utilizadas devem ser anexadas ao registro, citando cada fonte.

*Estagiário sob supervisão do jornalista Jean Albuquerque

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.